Youtube considera assinatura paga para livrar as pessoas dos anúncios

O popular site de vídeos Youtube estÁ buscando novas formas de levar conteúdo de uma forma melhor para sua audiência e uma das possibilidades é uma assinatura paga onde os anúncios seriam retirados do site. A maioria da renda do site vem das publicidades e, segundo a CEO do site, Susan Wojcicki, a assinatura paga é uma alternativa para quem não quer ver anúncios na plataforma de vídeos. Apenas no ano passado, o Youtube gerou cerca de US$ 5,6 bilhões com publicidade. 

A CEO do Youtube não deu muitos detalhes sobre o serviço de assinatura, mas mostrou que vai acontecer:

"O YouTube é mantido por anúncios, o que é ótimo, pois este sistema nos permite alcançar um bilhão de usuÁrios. Mas vai chegar a um ponto onde as pessoas não vão querer ver os anúncios. Os usuÁrios vão poder optar pelos anúncios ou pela assinatura paga. Estamos pensando em como dar opções aos consumidores".

Susan Wojcicki também disse que o site darÁ mais atenção aos youtubers, criadores de conteúdo do site, e encontrarÁ formas para que eles façam mais dinheiro através do site. Boa parte da renda dos produtores de conteúdo também vem dos anúncios, mas programas como o AdBlock prejudicam o seu trabalho e chegam a cortar até um terço da receita gerada por eles.

- Continua após a publicidade -

Outros tipos de assinatura paga também poderão surgir no site, inclusive, um jÁ estÁ confirmado, que é o Youtube Music Key, que se concentra no streaming de músicas através do Youtube.

Via: Recode 

Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.