Disney está renderizando Big Hero 6 em um supercomputador de 55 mil núcleos

O longa metragem "Operação Big Hero 6" estÁ dando um trabalho e tanto para a Disney. Para renderizar as cenas do filme, a equipe de animação estÁ usando um supercomputador com um total de 55 mil núcleos, espalhado em quatro localidades diferentes.

O motivo da necessidade de tanto hardware para a criação deste longa metragem é a complexidade. A animação se passa na cidade fictícia de San Fransokyo - como o nome leva a supor, uma mistura das culturas ocidentais e orientais - composta por 83 mil construções, 260 mil Árvores, 215 mil postes de luz e 100 mil veículos. Além da abundância dos modelos, os efeitos de iluminação trazem um grau de detalhamento nunca usado antes, com cada feixe de luz sendo refletido ou refratado mais de dez vezes, e alterando de cor e direção de acordo com o objeto que colide.

Para gerenciar estes novos recursos, o filme usa um novo software, o Hyperion, desenvolvido ao longo de dois anos e evoluído durante a produção do filme. "É como construir um carro enquanto você dirige ele", compara Andy Hendrickson, CTO da Disney. Com mais de 400 mil processos computacionais por dia, foi preciso criar um software apenas para acompanhar a renderização, o Coda. Ele trata os quatro locais de renderização como um único supercomputador, e caso encontre uma falha envia uma mensagem aos produtores através de um app para iPhone.

O resultado de toda esta combinação é o maior poder computacional jÁ usado pela empresa na criação de uma animação. Como exemplo, o filme "Enrolados", com a protagonista e seus mais de 100 mil extremamente longos fios de cabelo,  poderia ser renderizado "do zero" em apenas 10 dias. 

- Continua após a publicidade -
Exemplo de protótipo baseado em soft robotics 

A trama é centrada no robô Baymax, bem diferente dos robôs que estamos acostumados a ver no mundo da ficção. Enquanto a maioria dos robôs da telona, como o Exterminador ou Wall-E, são feitos em metal, Baymax é baseado na soft robotics (algo como robótica macia, em tradução livre), um campo da robótica que utiliza componentes flexíveis para a construção dos equipamentos ao invés das tradicionais partes rígidas. Assim como "Detona Ralph", que trazia um apelo entre os entusiastas de games, este novo longa foca nos fãs de tecnologias e geeks, desde seu enredo até a complexidade de sua criação.

"Operação Big Hero 6" (título original "Big Hero 6") estreia nos cinemas brasileiros no dia 25 de dezembro.  

Via Engadget 

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Bingo pré-lançamento Radeon RX 6000. A Big Navi vai ser:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.