Diretor do FBI afirma que Google e Apple "foram longe demais" para proteger dados de seus usuários

A polêmica gerada pelas informações vazadas por Edward Snowden sobre as invasões de privacidade protagonizadas pela NSA causou uma pressão popular muito forte dos usuÁrios sobre as empresas de tecnologia a fim de haver uma proteção e cuidado maiores com dados particulares. O resultado foi que tanto a Google como a Apple incorporaram criptografia de fÁbrica aos Android Lollipop e aos novos iPhones. A medida não agradou em nada ao FBI, que considera que as companhias "foram longe demais".

James B. Comey, diretor do bureau, afirmou que o "pêndulo pós-Snowden" foi o motivador dessa segurança extra, a qual ele considera excessiva, uma vez que, segundo ele, teria potencial para sabotar diversas investigações do FBI. Mais que isso, Comey insinuou que, como resultado disso, o governo pode implementar medidas regulatórias que forcem as companhias a criarem meios de dar acesso ao FBI para os contatos, fotos e e-mails dos smartphones das pessoas. "Nós podemos chegar a um ponto em que o Congresso vai ter que forçar isso." - afirmou.

Esse tipo de medida gera críticas e levanta questões sobre se essas portas abertas ao FBI não poderiam acabar sendo usadas pela NSA para "bisbilhotar" de maneira arbitrÁria como vinha fazendo, ou pior, serem exploradas por hackers propriamente ditos para roubar os dados pessoais dos usuÁrios. Perguntas para as quais Comey não se aprofundou muito nas respostas. Via NY Times.

Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Bingo pré-lançamento Radeon RX 6000. A Big Navi vai ser:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.