Apple abrirá vendas de iPhone 6 e iPhone 6 Plus em 36 países nesse mês; Brasil não é um deles

A Apple anunciou que vai disponibilizar o iPhone 6 e iPhone 6 Plus em mais 36 países este mês, com um total de 69 mercados. Os lançamentos começam nessa sexta-feira na Índia, China e Monaco. O Brasil não faz parte da lista dos países que receberão os novos iPhones, porém, os aparelhos estavam sendo vendidos ilegalmente no país pelo site Walmart, por preços entre R$ 3000 e R$5000. 

A lista dos 36 países em que os iPhones chegarão e as datas de lançamento  foram anunciadas hoje:
- 17 de outubro: China, Mónaco, Índia;
- 23 de outubro:  Israel;
- 24 de outubro: República Checa, Antilhas, Groenlândia, Ilhas Reunion,  Malta, Polônia e Africa do Sul;
- 30 de outubro: Bahrein e Kuwait;
- 31 de outubro: Albânia, CroÁcia, Bósnia, Estônia, Grécia, Guam, Hungria, Islândia, Kosovo, Letônia, Lituânia, Macau, Macedônia, México, MoldÁvia, Montenegro, Sérvia, Coréia do Sul, Romênia, EslovÁquia, Eslovênia e Tailândia.

A venda dos iPhone 6 e 6 Plus no Brasil ainda não foram autorizadas pela Anatel ,mas nesta sexta-feira(10), os aparelhos da Apple estavam sendo comercializados ilegalmente no país através da loja eletrônica Walmart. O preço dos smartphones eram muito altos: um iPhone 6,de 16 GB, saía por R$ 3699. Uma outra oferta trazia um 6 Plus, de 128 GB, por R$ 5746, que podia ser parcelado em 10 vezes.

Walmart declarou que os aparelhos estavam sendo comercializados por terceiros e não divulgou o número de vendas.  Os iPhone 6 e 6 Plus da Apple ainda não tem data prevista de lançamento no Brasil. 

- Continua após a publicidade -

Via: 9to5Mac

Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.