O que são os timings de memória?

JÁ foi explicado em artigo anterior o que é a latência CAS e como ela influencia no desempenho do sistema. Além de ser uma das especificações mais importantes na hora de escolher um módulo, é também o primeiro timing de memória. Entretanto, os outros três timings também devem ser lembrados, mesmo não trazendo o mesmo impacto que a latência CAS representa para a performance da memória.

Vamos usar como exemplo a memória HyperX Savage DDR3 de 8GB de capacidade, frequência de 2400MHz - logo, com ciclos de clock que demoram 0.833 nanosegundos - e timings de memória de 11-13-14-38. O primeiro número, como jÁ foi explicado, se refere à latência CAS. Isso significa que ela demora 11 pulsos de clock para iniciar a transferência de dados.

O segundo número, por sua vez, indica o tRCD , que é o número de ciclos que a memória leva desde o início da leitura ou gravação até o instante em que a célula ou coluna de dados é ativada. A HyperX Savage de 2400MHz demora, portanto, 24 ciclos, 11 da latência CAS e mais 13 da etapa tRCD, para começar a trabalhar com os dados.

O tRP é indicado pelo terceiro número. Esse timing diz respeito ao tempo em que a memória leva para terminar o acesso a uma fileira ou coluna de dados e começar o acesso à próxima. Ou seja, é o atraso necessÁrio entre a desativação de um grupo de dados e a seleção do próximo grupo. A HyperX Savage leva, então, 14 ciclos para realizar essa transição.

E, por fim, o quarto número se refere ao timing tRAS, que é o tempo total do processo de leitura ou gravação de dados. Na maioria das vezes, ele é a soma de todos os outros timings de memória - como no caso da memória usada como exemplo - e por isso não aparece em muitas das especificações. 

- Continua após a publicidade -

Vale lembrar que, quanto menor o número de ciclos de clock, maior serÁ o desempenho do módulo de memória. Porém, é preciso destacar que esses números não podem ser muito pequenos, porque, quanto menor o tempo gasto pela memória, maior serÁ a sua instabilidade.

Tags
  • Redator: Luiz Menezes

    Luiz Menezes

    Estudante de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina desde o segundo semestre de 2012 e gamer desde 1999, quando teve a oportunidade de jogar "Adventure" no Atari (mesmo não passando nem da segunda fase). Hoje é estressado com o Xbox 360 e com os ADCs noobs que sempre feedam o Draven. Trabalha na Adrenaline por causa da paixão por games e porque precisa de dinheiro para comprar consoles novos.

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.