Empresa desenvolve aparelho que vai permitir "sentir" objetos na realidade virtual

Finalmente um exoesqueleto que cabe na palma da sua mão. Em torno dela. Esse é o Dexmo, uma estrutura em desenvolvimento da Dextra Robotics que pretende fornecer sensações tÁteis da realidade virtual para seus usuÁrios. Basicamente, o dispositivo vai permitir que você "toque" objetos virtuais.

Num mercado em constante ascensão, encabeçado pela Oculus VR, a Dextra Robotics decidiu seguir outro de nossos sentidos para estímulo virtual e, em vez da visão, recorreu ao tato. O Dexmo detecta quando seu avatar do mundo virtual toca um objeto, os sensores do aparelho "freiam" as juntas do exoesqueleto e, quando o usuÁrio tenta esticar o dedo mais pra frente, é criada uma força normal na ponta de seu dedo.

Ainda em desenvolvimento, o aparelho não distingue texturas e é mais voltado para objetos sólidos e resistentes. O Kotaku, que chama o Dexmo de "aranha robô comedora de mãos", faz uma boa analogia para explicar a sensibilidade: "jogos sobre blocos duros de madeira? Prontos pra rodar. Jogos de fazer carinho em filhotinhos vão demorar um pouco mais".

A Dextra Robotics deve levar seu projeto ao Kickstarter até o fim do mês

- Continua após a publicidade -

Assuntos
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Escolha sua arma:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.