Ministério da Justiça alemão quer que a Google revele seus algoritmos de pesquisa

O Ministério de Justiça da Alemanha acaba de realizar um pedido para que a Google entregue a "fórmula" que utiliza para realizar suas pesquisas. A preocupação dos alemães vem da posição de completa dominância que a empresa tem no serviço de buscas e a Europa é famosa pelas suas políticas regulatórias contra trustes e holdings.

Heiko Maas, ministro de justiça alemão, explicou que a Google deve ser transparente quanto aos resultados de sua busca por causa da sua posição no mercado. Os órgãos oficiais do país temem que a empresa use sua dominância para criar um mercado "não competitivo" na Europa, decidindo quem aparece primeiro e quem aparece por último em suas buscas, o que significa, basicamente, decidir quem prospera ou não. 

Do lado da Google, a revelação de seus algoritmos de pesquisa pode ser um problema por dois motivos: empresas concorrentes poderiam copiÁ-los e especialistas em spam poderiam usar o conhecimento para encontrar maneiras mais efetivas de burlar os filtros da busca e de aparecerem em posições melhores nos resultados.

Até o momento, o pedido do Ministério alemão é apenas isso, um pedido. Mas dado o histórico da União Europeia com esse tipo de situação de transparência, é possível que isso se torne um requerimento se a Google não se dispuser a cooperar tão cedo. Via Neowin.

Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.