Dois meses após o lançamento, Amazon vende o Fire Phone por US$0,99

Dois meses após o lançamento do Fire Phone, a empresa reduziu o preço do aparelho em US$200,00. Agora, ele custa US$0,99 com dois anos de contrato e US$449,00 sem qualquer plano de fidelidade. Quem fizer a compra também vai ter um ano de Amazon Prime e outros serviços na nuvem incluídos. Aqueles que adquiriram o Fire Phone pelo valor antigo, vão receber US$200,00 de volta.

O motivo por trÁs da queda do preço não estÁ claro, mas vÁrios analistas têm levantado algumas dúvidas sobre o desempenho das vendas do aparelho. Como de costume, a Amazon se recusou a dar números oficiais de unidades comercializadas até o momento, mas o The Guardian comparou alguns dados e chegou a conclusão de que a empresa vendeu menos de 40 mil unidades do smartphone.

O jornal utilizou duas variÁveis. Ele comparou dados do Chitika, que mediu a presença e crescimento de anúncios do Fire Phone desde seu lançamento, e do ComScore, que determina quantos usuÁrios de smartphones hÁ nos EUA, no mesmo período. Com isso, o The Guardian estimou quantos smartphones da Amazon foram vendidos. Ainda que o cÁlculo seja aproximado e que haja uma ampla margem de erro, o valor continua extremamente pequeno quando comparado com os milhões movido pelos topos de linha das outras empresas. O que pode ser um grande problema pra Amazon que, segundo especula o Neowin, deve ter gastado dezenas de milhões de dólares no desenvolvimento do Fire Phone.

Ao que parece, a empresa não conseguiu surpreender o público com um smartphone que ela considera inovador. O aparelho possui múltiplas câmeras frontais, que trabalham em conjunto para ativar a "interface 3D" do aparelho. Ele é capaz de rastrear a posição e o ângulo que o usuÁrio observa a tela, e através destas informações trazer novas interações e também aplicar efeitos de perspectivas em elementos como a tela de bloqueio do telefone.

Mantendo a lógica da família de tablets Kindle Fire, ele utiliza o sistema Fire OS e tem como foco o consumo na loja virtual da empresa. Entre os recursos para facilitar as compras estÁ o Firefly, aplicação que vem embarcada com o sistema e é capaz de usar os sensores para reconhecer objetos ou coisas "comprÁveis", como um pote de Nutella, que Bezzos (CEO da Amazon) usou para identificar através da câmera durante a apresentação do aparelho, ou uma música ou filme em execução, por exemplo.

- Continua após a publicidade -

O ecossistema é o ponto-chave do aparelho, que irÁ contar com serviços como armazenamento ilimitado de fotos, o recém-lançado serviço de músicas e, é claro, muita praticidade para a compra de conteúdos como filmes e produtos nas lojas virtuais da Amazon. Ele também conta com o Mayday, suporte técnico gratuito pelo período de um ano, onde basta apertar um botão para acionar a ajuda remota de um funcionÁrio da empresa.

Especificações técnicas
CPU: quad-core 2.2GHz
GPU: Adreno 330
RAM: 2GB
Display: 4.7" 720p, Gorilla Glass
Armazenamento: 32GB
Câmera: 13 megapixels traseira, 2.0 megapixels frontal

Via The Verge.

Assuntos
Tags
  • Redator: José Hüntemann

    José Hüntemann

    Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, é fascinado por inovações tecnológicas. Gosta de internet, redes sociais, mobiles e futuro dos vestíveis. Mas o que mais lhe impressiona é a tecnologia que busca melhorar a vida das pessoas e não serve apenas como mero acessório. Nos games, é um zero à esquerda, mas está no pódio no campeonato de Just Dance da redação.

Escolha sua arma:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.