Tecnologia de reconhecimento de objetos do Google diferencia seu gato de um sofá


Para nós humanos, é tudo muito simples: eu sei que estou digitando num teclado, olhando para um monitor e corrigindo as besteiras que escrevo usando a tecla "backspace". MÁquinas, por sua vez, não costumam ter uma percepção tão boa Â– e é isso que o Google quer mudar com sua tecnologia de reconhecimento de objetos.

Os resultados de uma competição de softwares de reconhecimento visual foram divulgados recentemente, e a equipe da empresa – chamada GoogLeNet Â– ficou em primeiro nas tarefas de classificação e de detecção. A tecnologia do Google conseguiu realizar os dois desafios com o dobro da precisão e metade dos erros dos vencedores do ano anterior.

Para obter esses resultados, a equipe usou uma rede neural artificial que consegue refinar rapidamente os critérios que ela estÁ buscando para identificar os objetos. Isso sem precisar de muito poder de processamento. A técnica resulta num escaneamento muito mais profundo, que consegue distinguir vÁrios objetos e seres diferentes numa sala de estar, desde uma televisão até um gato que esteja saltando por aí. Esses avanços podem ser ótimos tanto para melhorar as pesquisas quanto para o desenvolvimento de carros sem motorista. Via Engadget.

Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.