Google vai investir US$750 milhões em centro de pesquisas para seu projeto "cura-da-morte"

Que o Google possui diversas outras empresas isso todo mundo jÁ sabe: ele jÁ comprou o aplicativo World Lens de tradução em realidade aumentada, a produtora de drones Titan Aerospace, o serviço VirusTotal - aquele que verifica arquivos diretamente do browser - e diversos outros no setor de tecnologia. Porém, muitas pessoas desconhecem que a empresa também têm um setor de tecnologia médica e, melhor, uma extensão chamada Calico que tem um projeto apelidado de "cura-da-morte", que vai receber um novo centro de pesquisas em San Francisco.

Anunciado hoje, esse centro médico serÁ construído em parceria com a empresa farmacêutica americana AbbVie por meio de investimentos US$750 milhões de dólares de cada empresa. A Calico pretende contratar uma equipe de pesquisadores para descobrir novos tratamentos e remédios para doenças associadas com o avanço da idade, como Alzheimer e alguns tipos de câncer.

O fundador e CEO da Calico, Art Levinson, disse ao site Re/Code que a parceria com a AbbVie serÁ importantíssima para desenvolver terapias e remédios para curar doenças associadas à velhice e que isso vai acelerar muito o trabalho e as pesquisas.

O projeto "cura-da-morte" começou no ano passado e tem o objetivo de prolongar a vida da humanidade "radicalmente", como disse o CEO Larry Page. Até hoje, não haviam sido divulgadas informações sobre como e quando a Calico começaria o projeto. De acordo com Page, se eles conseguirem curar o câncer, além de aumentarem três anos na expectativa de vida dos homens, eles conseguirão mudar o mundo totalmente.

Vale lembrar que a Calico não é a única seção do Google que se preocupa com a saúde da humanidade: em agosto, por exemplo, a empresa começou a recolher informação genética e molecular de milhares de pessoas para entender como funciona o corpo humano e tornar mais eficaz o diagnóstico de doenças. A pesquisa foi chamada de Baseline Study e contou com mais de 100 especialistas.

- Continua após a publicidade -

Via The Verge

Tags
  • Redator: Luiz Menezes

    Luiz Menezes

    Estudante de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina desde o segundo semestre de 2012 e gamer desde 1999, quando teve a oportunidade de jogar "Adventure" no Atari (mesmo não passando nem da segunda fase). Hoje é estressado com o Xbox 360 e com os ADCs noobs que sempre feedam o Draven. Trabalha na Adrenaline por causa da paixão por games e porque precisa de dinheiro para comprar consoles novos.

Escolha sua arma:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.