Comparativo dos novos smartwatches: Moto 360 x G Watch R x Gear S

Os vestíveis entram em sua segunda geração, com grandes mudanças. O funcionamento dos aparelhos recebeu uma novidade importante, com a introdução do sistema Android Wear, uma variante do Android desenvolvida especialmente para smartwatches. Como resultado, estes novos aparelhos sofreram bastante simplificação em relação aos primeiros relógios inteligentes, passando a atuar mais como "companheiros" do smartphone através da conexão de baixo consumo Bluetooth.

Neste quesito, a exceção é o modelo da Samsung: a empresa optou pelo Tizen, um sistema próprio. Também recheou seu relógio inteligente com conectividade 3G, o que dá indícios que o smartwatch funcionará de forma autônoma em relação ao smartphone.

Enquete: Começaram a aparecer os novos smartwatches. Qual te interessou?
Coluna: Enfim o Android Wear torna os smartwatches em algo que faz sentido

A segunda novidade dessa geração é o foco no design: as fabricantes parecem ter percebido que estes vestíveis são, acima de tudo, uma peça de vestuário. Os novos smartwatches possuem um visual muito mais próximo dos relógios convencionais, dois deles vindo com telas arredondadas, e os três com design mais rebuscado.

- Continua após a publicidade -

Abaixo temos as especificações divulgadas (ou vazadas) de cada aparelho, até o momento


Motorola Moto 360 x LG G Watch R x Samsung Gear S



Motorola Moto 360*

LG G Watch R

Samsung Gear S
Display
1.5" LCD 320 x 290
1.3" P-OLED 320 x 320
2' Super Amoled 360x480
Sistema operacional
Android Wear
Android Wear
Tizen
Processador
Texas Instruments
Qualcomm Snapdragon 400 1.2GHz
Dual-Core 1,0 GHz
Memória
512 MB RAM
512 MB RAM
512MB RAM
Armazenamento
Não divulgado
4GB
4GB
Tamanho
Não divulgado
Não divulgado
39,8 x 58,3 x 12,5 mm
Peso
Não divulgado
Não divulgado
Não divulgado
Bateria
Não divulgado
410 mAh
300 mAh Li-Ion
Câmera
Resistente à água



Sensores
Monitor cardíaco, pedômetro, comandos por voz
Giroscópio, acelerômetro, compasso, barômetro, sensor de batimentos cardíacos
Acelerômetro, giroscópio, compasso, batimento cardíaco, luz ambiente, raios UV e barômetro
Conectividade
Bluetooth 4.0
Não revelado
2G, 3G, Bluetooth 4.1, WiFi 802.11 b/g/n, USB 2.0
Cores
Preta (pulseiras adicionais)
Preta
Branca e preta


LG G Watch R

A Motorola e a LG apostaram nos diplays arredondados, imitando os relógios convencionais. O G Watch R possui uma tela que ocupa todo o seu formato redondo em um display de 1.3", enquanto a Moto 360 é um pouco maior (1.5") e com bordas mais finas. Há outra diferença: o modelo da Motorola não ocupa todo espaço de tela com imagens: há uma linha preta sem display na base do círculo, o que já rendeu o apelido "pneu vazio", para a sua tela.

- Continua após a publicidade -


Samsung Gear S

A Samsung trouxe o modelo mais diferente entre as três que vão além do display maior e no formato retangular. Apesar das simplificações em relação a modelos anteriores da linha Gear, como a saída da câmera, seu smartwatch ainda é o mais complexo em recursos, como conectividade própria com internet. Se por um lado isto é positivo, pois significa que ele funciona de forma autônoma e não precisará do smartphone para buscar dados na internet, também traz preocupações em relação a duração de bateria, por conta de mais este recurso consumindo energia. A outra diferença é o sistema Tizen, que levanta a dúvida sobre o quanto ele será capaz de funcionar de forma integrada com outros aparelhos com o sistema Android.


Motorola Moto 360

Os preços dos três modelos não foram divulgados. Por hora, há apenas um vazamento do possível preço do Moto 360: US$ 249. O LG G Watch R chega ao mercado no último trimestre, enquanto o Gear S tem lançamento previsto para outubro. A Motorola deve fazer o anúncio de mais detalhes Moto 360 no dia 4 de setembro, durante uma coletiva com a imprensa.

Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.