"Prever o futuro" pode ser a resposta da Microsoft para problema de latência de games em nuvem

O início dessa geração de games foi marcado, do lado da Microsoft, pelo discurso do "poder da nuvem". A jogatina baseada na conectividade e streaming deveria marcar o próximo grande passo do mundo dos jogos, mas esbarrou num grande obstÁculo: a latência. Mas a equipe de pesquisas da empresa pode ter encontrado em "prever o futuro", a resposta para o problema.

O projeto, homenageando o clÁssico De Volta para o Futuro, chama-se DeLorean e consiste em renderizar frames antes do evento acontecer no jogo. Baseando-se nos seus comandos, a plataforma vai entregando os frames corretos (jÁ previamente renderizados). Para o sistema funcionar existe um recurso de predição, que no contexto do jogo prevê quais frames serão provavelmente usados em seguida, compensando até 250ms de latência. Isso tudo é um resultado, como informam os pesquisadores, de uma combinação de: 1 - predição de comandos futuros, 2 - subamostragem de estado de espaço e mudança de tempo, 3 - compensação de predições errôneas e 4 - compressão de banda. Os entusiastas de pesquisas científicas que quiserem se aprofundar no aspecto técnico do projeto podem acessar o relatório completo aqui.

Foram testados dois jogos para medir a performance do projeto DeLorean: Doom 3 e Fable 3. Através de benchmarks e feedbacks de jogadores, a Microsoft concluiu que uma maioria considerÁvel preferiu a performance que o projeto entrega, declarando que o novo sistema replica com sucesso a experiência de jogar numa rede de baixa latência. Via Research.Microsoft.

Assuntos
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Escolha um lado:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.