Ex-CEO da Microsoft Steve Ballmer confirma aquisição do time de basquete LA Clippers, da NBA


Foto: Associated Press.

Steve Ballmer deixou de ser CEO da Microsoft e vai se dedicar agora ao basquete. Não, ele não vestir bermudão e sair gritando developers, developers, developers em quadra. O caricato e bem humorado ex-executivo da empresa confirmou que agora é dono do time de basquete Los Angeles Clippers. Ballmer desembolsou US$ 2 bilhões para realizar a compra.

Em email dedicado aos assinantes da newsletter do time, Ballmer disse que realizou um sonho que tinha por muitos anos e que vai dar todo o apoio para que a equipe seja a melhor dentro e fora de quadra. "Eu vou fazer o que for necessÁrio para oferecer a você, sua família e amigos, a melhor noite de jogos no NBA."

"Meu objetivo é que o Clippers tenha um papel cada vez maior na vida da nossa comunidade. Vamos atingir esse objetivo da mesma forma que teremos sucesso em quadra: acordando todos os dias e descobrindo como podemos ser melhores, como podemos fazer mais, como podemos garantir que a organização Clippers não é só ganhar em quadra, mas também fazer uma diferença real na comunidade."


Somos nação Clipper, diz o email de Ballmer

- Continua após a publicidade -

Pelo valor da negociação, o time Los Angeles Clippers é o que foi comprado pelo maior preço da história da NBA. Donald Sterling estÁ oficialmente fora do comando da equipe. O time estava sendo vendido após ele ser banido da NBA devido ao vazamento de uma gravação na qual fazia comentÁrios racistas.

Via Bleacher Report.

Assuntos
Tags
  • Redator: José Hüntemann

    José Hüntemann

    Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, é fascinado por inovações tecnológicas. Gosta de internet, redes sociais, mobiles e futuro dos vestíveis. Mas o que mais lhe impressiona é a tecnologia que busca melhorar a vida das pessoas e não serve apenas como mero acessório. Nos games, é um zero à esquerda, mas está no pódio no campeonato de Just Dance da redação.

É melhor ter o xCloud capado no iOS ou ficar sem o serviço nos iPhones?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.