Brasileiros ofendidos pelo Secret pedem na Justiça que o app saia do ar

O Secret estÁ no Brasil hÁ menos de três meses e hoje é o mais baixado da loja de aplicativos da Apple. Ele ficou famoso por permitir a postagem de segredos anônimos, sem que a pessoa pudesse ser identificada. O que a princípio parece um passatempo trivial, foi parar na Justiça. Alguns usuÁrios se aproveitaram do anonimato e começaram a postar mensagens ofensivas e divulgar imagens inapropriadas. Dez brasileiros se sentiram prejudicados com as publicações e resolveram abrir um processo para que o app saia do ar.

Quem tomou a iniciativa foi o consultor de marketing e promotor de eventos Bruno de Freitas Machado. Ele teve fotos íntimas e comentÁrios ofensivos envolvendo o nome dele publicados no aplicativo, inclusive que ele era portador de algumas doenças. Na última terça-feira, junto com outros amigos que também tiveram o mesmo problema, procurou advogados especialistas em direito digital para entrar com uma ação contra o Secret. "Eu vejo outras pessoas sendo difamadas, casos de racismo e pedofilia correndo soltos no app. O Secret saiu do controle e chegou a um ponto inaceitÁvel", afirmou ao Estadão.

A advogada responsÁvel pelo caso, Gisele Arantes, disse que vai entrar com a ação na próxima segunda-feira, 11, para pedir que o Google e Apple retirem o aplicativo do ar. Também vai solicitar que as operadoras bloqueiem o secret no país para que aqueles que jÁ possuem o app, não possam mais utilizÁ-lo. Ela diz que a aplicação viola a Constituição Brasileira e o Marco Civil da Internet por incentivar o anonimato e porque os termos de uso não estão em português, contrariando a premissa de que as informações devem ser passadas de forma clara e compreensível para o usuÁrio.

Arantes espera que o aplicativo saia do ar jÁ na próxima semana. E o caso não estarÁ encerrado. Na segunda parte do processo, serÁ solicitado à empresa responsÁvel pelo Secret que sejam revelados os dados de quem publicou as fotos e mensagens ofensivas para que o responsÁvel seja processado.

- Continua após a publicidade -

O Secret disse ao Estadão que estÁ trabalhando para moderar os posts assim como faz em outros países. E indica que os usuÁrios podem ajudar fazendo denúncias através da ferramenta "flag", na qual é possível relatar problemas encontrados no app. O Google disse que qualquer pessoa pode denunciar um aplicativo se julgar que ele viola algum termo e a Apple não comentou o assunto.

Via Caderno Link, do Estadão.

Tags
  • Redator: José Hüntemann

    José Hüntemann

    Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, é fascinado por inovações tecnológicas. Gosta de internet, redes sociais, mobiles e futuro dos vestíveis. Mas o que mais lhe impressiona é a tecnologia que busca melhorar a vida das pessoas e não serve apenas como mero acessório. Nos games, é um zero à esquerda, mas está no pódio no campeonato de Just Dance da redação.

É melhor ter o xCloud capado no iOS ou ficar sem o serviço nos iPhones?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.