Sony está sendo processada por Killzone: Shadow Fall não ter multiplayer em 1080p nativo


A Sony estÁ sendo processada por propaganda enganosa no game Killzone: Shadow Fall. O motivo? Um homem chamado Douglas Ladore estÁ insatisfeito porque o multiplayer do game não roda em 1080p nativo, como havia sido anunciado pela empresa. Por isso, ele estÁ pedindo US$ 5 milhões da Sony como indenização.

De acordo com uma anÁlise feita pela Digital Foundry em março, o modo multijogador do game roda em resolução 960 x 1080 Â– ao contrÁrio da resolução 1920 x 1080, na qual roda o modo single player. Para compensar isto, a Sony utilizou uma técnica de upscale de alta qualidade, para projetar o game em 1080p na TV.

No processo, Ladore alega que a empresa anunciou através de vídeos, de seu site oficial, das redes sociais e da própria embalagem do game que ele ofereceria grÁficos em 1080p nativo. "Infelizmente, o marketing da Sony e as representações da caixa não eram nada mais do que ficção", diz ele, no processo.

Na época em que a Digital Foundry divulgou a sua anÁlise, o produtor de Killzone: Shadow Fall, Poria Torkan, publicou um post no blog oficial da série para explicar a saída que eles usaram nos grÁficos do game. "Tanto no single player quanto no multiplayer, Killzone: Shadow Fall produz uma imagem sem escalas em 1080p e em até 60 frames por segundo", defende.

- Continua após a publicidade -

"[O termo] nativo geralmente é usado para indicar imagens sem escalas; por esta definição, o game roda de maneira nativa. No modo multiplayer, porém, usamos uma técnica chamada 'temporal reprojection', que combina pixels e vetores de movimento de múltiplos frames de menor resolução para reconstruir uma imagem completa em 1080p. Se nativo significa que todas as partes da 'pipeline' estão em 1080p, então esta técnica não é nativa", admite Torkan. Via Polygon e Eurogamer.

Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Escolha um lado:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.