[Rumor] iPhones são programados para ficarem mais lentos ao decorrer do tempo

A cada novo lançamento de um smartphone da Apple, as ferramentas de busca da internet enchem de perguntas como "por que o meu iPhone ficou mais lento?". O professor de economia de Harvard Sendhil Mullainathan alegou em entrevista ao New York Times que isso pode ser uma ação deliberadamente pré-programada para induzir os usuÁrios a comprar as novas versões.

A obsolescência programada é um assunto decorrente no mundo da tecnologia desde o cartel Phoebus - entre as empresas Osram, Philips, General Eletric e, claro, a Phoebus - que aconteceu entre dezembro de 1924 e meados de 1939. Essas companhias produziam lâmpadas com obsolescência planejada para aumentar o consumo e o lucro.

Porém, de acordo com o The Guardian, é difícil acreditar nessa teoria da conspiração da Apple. A causa da lentidão dos aparelhos antigos seria a atualização de softwares e de aplicativos e também o desgaste do processador do smartphone. É simples: quanto mais ferramentas são adicionadas, mais lento ficaria o sistema que não estÁ preparado.

O aplicativo do Facebook é exemplo: hoje em dia, seu funcionamento requer muito mais hardware do que quando ele foi lançado. Apps como Twitter, Safari e Mail também tiveram seus requisitos aumentados.

- Continua após a publicidade -

Não hÁ nenhuma explicação oficial por parte da Apple sobre a suposta lentidão dos modelos velhos de iPhone. 

Via The Guardian

- Continua após a publicidade -

Tags
  • Redator: Luiz Menezes

    Luiz Menezes

    Estudante de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina desde o segundo semestre de 2012 e gamer desde 1999, quando teve a oportunidade de jogar "Adventure" no Atari (mesmo não passando nem da segunda fase). Hoje é estressado com o Xbox 360 e com os ADCs noobs que sempre feedam o Draven. Trabalha na Adrenaline por causa da paixão por games e porque precisa de dinheiro para comprar consoles novos.

Deve ter lançamentos como leve melhorias na mesma arquitetura

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.