Veja benchmarks comparando as GPUs do PS4 e do Xbox One com e sem eSRAM

Fazer uma comparação de benchmarks entre as GPUs presentes nos consoles de nova geração da Microsoft e da Sony não devia ser uma tarefa tão difícil jÁ que as duas peças de hardware levam a estampa da AMD. Acontece, entretanto, que o Xbox One tem sua eSRAM para ser levada em consideração, e ela impacta na performance do console de diferentes maneiras. Mas isso não impediu entusiastas de tentarem, o grÁfico comparativo segue abaixo.

O WCCFTech, que fez a comparação, colocou a banda da eSRAM em 192 GB/s, o valor que, segundo eles, a Microsoft alega ser o maior que o XOne alcança. As barras de performance para o console, entretanto, mostram dois cenÁrios que não acontecem na prÁtica. A primeira se refere a apenas eSRAM, ou seja, a performance do vídeo game sem contar o uso da DDR3. A segunda, seria o desempenho do XOne sem a eSRAM, usando apenas a DDR3, o que é fisicamente impossível até. A performance ótima, que vemos na prÁtica, é o uso das duas memórias ao mesmo tempo, uma espécie de "fusão" das barras

Então isso significa que na prÁtica é só juntar as duas barras e vermos que o Xbox One supera de longe o PS4? Não. É impossível unir o uso dos dois tipos de memória de maneira ótima, sem perdas. O desempenho conseguido depende da capacidade dos programadores, sendo possível até alcançar os 1080p, mas o ganho nunca serÁ mÁximo (23 + 27= 50). Segundo o WCCFTech, a performance mÁxima absoluta que você pode esperar do uso dessas duas memórias, daria uma média entre 32 e 35 "pontos relativos" (mostrados no grÁfico), que ficam ainda abaixo dos 40 "pontos relativos" do PS4. E isso se deve à maior quantidade de processadores Stream presentes no console da Sony, o "coração" do poder da GPU, segundo o site.

- Continua após a publicidade -

E como é impossível falar de benchmarks e não falar de PCs, o site disponibilizou um grÁfico extra, comparando a performance dos consoles com GPUs de entrada a topo de linha da AMD. Tirem suas próprias conclusões... 

Assuntos
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.