Diretor de Payday 2 larga a Overkill Software para montar seu próprio estúdio de indie games

O diretor por trÁs de "Payday 2" David Goldfarb deixou seu cargo na Overkill Software para montar o seu próprio estúdio de games indie na cidade de Estocolmo. Ele, que jÁ estava hÁ dois anos na produtora, também tinha passado pela criação de vÁrios games AAA como "Mirror's Edge" e "Battlefield 3" em seus 15 anos de carreira.

Em entrevista feita pelo Polygon, David Goldfarb disse que decidiu seguir em frente e procurar por uma liberdade criativa maior do que a Overkill pode oferecer: "eu sabia que, de certa forma, a coisa que eu mais queria era fazer algo próprio. Não importa com quem eu vÁ trabalhar: o desejo nunca foi fazer o jogo de outras pessoas, não importando o tão bom quem eles sejam".

O plano do ex-diretor é formar um pequeno estúdio com três outros produtores que também jÁ trabalharam na indústria de games. O trabalho conceitual jÁ estÁ em desenvolvimento hÁ alguns meses, mas, segundo Goldfarb, ainda é muito cedo para revelar qual o tipo de trabalho que isso irÁ resultar, porém, é bem provÁvel que o primeiro produto do estúdio seja um RPG. A única certeza é de que o estúdio farÁ games bem diferentes dos arquétipos das grandes empresas.

"Eu estou abandonando os AAA. 'Payday 2' não era, originalmente, um AAA, mas teve vendas de um AAA. Eu quero achar gêneros que eu possa subverter. E para fazer isso eu não posso estar trabalhando com pessoas do jeito que eu estava. Eu não quero nada daquela m****", disse ele.

- Continua após a publicidade -

Na entrevista, Goldfarb deixa bem claro que ele não quer "entrar em carreira solo", mas simplesmente focar na experimentação de quebrar as barreiras criativas que tipificam os estúdios maiores. Seu estúdio quer preencher o espaço entre os jogos indie e os AAA: um lugar onde produtos com qualidade de estúdio podem arriscar como os games independentes. 

Para conferir a entrevista completa, acesse a pÁgina do Polygon

Assuntos
Tags
  • Redator: Luiz Menezes

    Luiz Menezes

    Estudante de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina desde o segundo semestre de 2012 e gamer desde 1999, quando teve a oportunidade de jogar "Adventure" no Atari (mesmo não passando nem da segunda fase). Hoje é estressado com o Xbox 360 e com os ADCs noobs que sempre feedam o Draven. Trabalha na Adrenaline por causa da paixão por games e porque precisa de dinheiro para comprar consoles novos.

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.