Protótipo para microondas é capaz de medir as calorias de sua comida

Nosso modesto microondas, que não mede nada, mas jÁ serve para fazer bolos de caneca

 

Não é só nos smarpthones e vestíveis que o foco estÁ no fitness: um protótipo do MIT é capaz de medir a quantidade de calorias de um alimento sendo aquecido. No futuro, esta tecnologia pode ser incorporada a microondas caseiros que serão capazes de compartilhar estes dados com outros dispositivos, uma ótima pedida para ser combinada com serviços como o Google Fit ou o Apple Health.

O protótipo ainda tem algumas limitações, e estÁ longe de se parecer com algum eletrodoméstico normal de preparo de comida. Por hora, ele só é capaz de determinar de forma precisa as calorias de um alimento homogêneo, o que significa que você precisar bater no liquidificador aquele pedaço de lasanha se pretende saber exatamente quantas calorias ele tem. A intenção dos pesquisadores é evoluir o dispositivo para tornar a mediação correta mesmo em pratos com diversos ingredientes e diferentes consistências.

A medição é feita de forma simples: microondas são lançadas no alimento - isto também descreve como acontece o processo de aquecimento, por sinal - e basta analisar a distorção causada na trajetória da onda até chegar ao outro lado para ter uma estimativa de seu valor em calorias. Moléculas de Água e de gordura interferem no deslocamento das ondas de forma diferente, o que torna possível mediar a presença destes elementos na composição, por exemplo. Por este motivo, a tecnologia só entrega com precisão alimentos homogêneos: é mais difícil calcular a distorção das microondas quando elas precisam passar por alimentos de diversas composições e consistências.

- Continua após a publicidade -

A intenção é criar eletrodomésticos capazes de auxiliar no controle da alimentação, enviando dados sobre a comida consumida para dispositivos de monitoramento, como um smartphone, e criar bases de dados completas com um acompanhamento da alimentação de uma pessoa.

Via: Engadget
Fonte: Technology Review

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.