Banco internacional Goldman Sachs pede para Google deletar um e-mail já enviado

Possivelmente, todo mundo jÁ se arrependeu de algum e-mail logo depois de enviÁ-lo e quis voltar atrÁs, sem poder fazer nada. Mas quando isso acontece com um banco da importância do Goldman Sachs o problema é um pouco mais sério e vai mais longe. A empresa estÁ pedindo uma ordem judicial para que a Google delete um e-mail com informações confidenciais de um cliente enviado por erro a um estranho.

O banco, um dos maiores do mundo, alega que uma contratada sua pretendia enviar o e-mail para um endereço com terminação "gs.com", mas, inadvertidamente, enviou para um endereço homônimo, só que terminado em "gmail.com". A correspondência tem informações sensíveis sobre o cliente (não revelado) relativas à bolsa de valores e especulação de capital. 

A Google bloqueou o acesso ao e-mail e, segundo a Goldman Sachs, o arquivo não chegou a ser acessado e os dados não foram comprometidos. Entretanto, para a empresa ir tão longe quanto deletar um e-mail da caixa de mensagens de um de seus usuÁrios, a ordem judicial serÁ necessÁria. Via Reuters

Assuntos
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Deve ter lançamentos como leve melhorias na mesma arquitetura

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.