Google trocará runtime do Android por versão com maior velocidade e duração de bateria


Junto do Android 4.4 KitKat, a Google introduziu opção alternativa de runtime, chamada Android Runtime (ART), que pode ser usada no lugar do Dalvik, que é a escolha padrão desde a criação do sistema. Na próxima atualização do Android Â– seja ela a 4.5 ou a 5.0 Â– isso irÁ mudar, e o ART se tornarÁ o runtime padrão do sistema.

Runtime é, basicamente, o software responsÁvel por rodar os aplicativos nos dispositivos Andorid. Por isso, o Dalvik é encontrado em smartphones, tablets e até smart TVs. Com a introdução do ART, os dispositivos que receberem a nova versão do sistema operacional da Google terão aumento na duração de bateria e melhora de desempenho. A contrapartida é que ele deverÁ ocupar mais espaço no telefone, e aumentar os tempos de instalação dos aplicativos.

É vÁlido notar que, na versão atual do Android, o ART ainda não possui compatibilidade total com certos games e aplicativos, como Whatsapp, Angry Birds Go! e Bittorrent. Mas o provÁvel é que os desenvolvedores atualizem seus apps antes da próxima versão do Android sair. E é claro que a Google deverÁ trazer vÁrias otimizações para o ART antes de tornÁ-lo o runtime padrão, aumentando a compatibilidade com os aplicativos. Via Phone Arena, Engadget e Android Authority.

Testando o ART
Quem possui os dispositivos Nexus 4, Nexus 5, Nexus 7 ou Nexus 10 jÁ pode testar o ART. Para isso, basta habilitar os opções de desenvolvedor, indo em Settings -> About, achando o "build number" e clicando nele diversas vezes. Depois, é preciso entrar nas opções de desenvolvedor, e ir até "Select runtime". Ali, selecione a opção "ART". Agora, seu dispositivo irÁ reiniciar e converterÁ todos os seus aplicativos para ART, num processo que leva cerca de 20 minutos.

- Continua após a publicidade -

Recomenda-se que apenas usuÁrios avançados tentem isso, e tudo que você faz é por sua conta e risco. E, claro, tenha em mente que nem todos os aplicativos são compatíveis com o ART no momento, então nem tudo deve funcionar tão bem quando antes. Apesar disso, os aplicativos compatíveis deverão rodar mais rÁpido. Via Phone Arena.

Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Últimas

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.