Hackers criam "kit caseiro" para qualquer pessoa poder copiar os aparelhos de vigilância da NSA

O programa secreto de espionagem da NSA, revelado por Edward Snowden no ano passado, gerou não só uma repercussão incrível, mas também mostrou ao mundo um novo "aparelho de escuta". O RF retro reflector pode ser grampeado a computadores e smartphones e enviar as informações monitoradas via rÁdio, ou seja, o dispositivo espionado nem precisa estar conectado à internet. Usando os documentos vazados por Snowden, um grupo de hackers conseguiu reconstruir o retro reflector de forma caseira, com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre segurança contra espionagem.

O dispositivo requer uma quantidade mínima de energia, conseguindo-a do próprio aparelho onde estÁ conectado e usa uma variedade de bandas de rÁdio para transmitir as informações que coleta, não se restringindo ao simples AM e FM, ele pode enviÁ-las até via Bluetooth. As habilidades atribuídas aos aparelhos "originais" da NSA incluem captura de imagens da tela, gravação das teclas digitadas e até escuta dos sons do ambiente.

Michael Ossman é o nome do hacker à frente do "projeto". Ele é responsÁvel pelo website Great Scott Gadgets, onde estÁ à venda a primeira versão do seu retro reflector caseiro, o HackRF. Agora, com ênfase na conscientização e segurança dos usuÁrios comuns, ele criou com outros hackers um novo site, o NSA Playset (jogo de brincar da NSA) que faz paródia com comerciais de brinquedos "agora você pode brincar junto com a NSA!". Futuramente serÁ disponibilizado nesse endereço uma série de maneiras simples, de fÁcil acesso, para os usuÁrios em geral poderem melhorar a segurança de seus aparelhos.

Quanto ao retro reflector feito por "engenharia reversa", Ossman vai mostrÁ-lo e falar mais dele durante a Defcon, uma conferência para "hackers do bem" que acontece em agosto deste ano, em Las Vegas. Via NewScientist.

Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.