Facebook volta atrás e passa a ser mais tolerante com fotos de amamentação

O Facebook voltou atrÁs e agora vai ser mais tolerante com fotos de mulheres amamentando. Sem anúncios públicos, a rede social mudou sua política de uso e passou a aceitar as imagens hÁ cerca de três semanas. Na pÁgina de ajuda, o site incluiu a pergunta "O Facebook permite fotos de mães amamentando?" e a respectiva resposta:

"Sim, nós concordamos que amamentar é natural e lindo. Estamos felizes em saber que é importante para as mães compartilharem suas experiências com os outros no Facebook."

Até então, a rede social bania qualquer imagem que mostrasse os seios de uma mãe enquanto ela alimentava seu filho. As fotos recebiam o mesmo tratamento que as que continham nudez explícita.

Um porta-voz do Facebook confirmou ao The Verge que a empresa adotou uma nova postura. Sutilmente, ao afirmar que "a grande maioria das fotos são compatíveis com as nossas políticas", deixou a entender que imagens com nudez mais sexualizada ou mais explícita ainda estão sujeitas a serem banidas. Ele defendeu, ainda, que a maioria das fotos são denunciadas pelos próprios usuÁrios, que se queixam da publicação delas no Facebook. Mesmo assim, admitiu que é difícil controlar tudo o que é publicado, em virtude da grande quantidade de imagens, e que algumas fotos podem ter sido banidas por engano.

- Continua após a publicidade -

A blogueira Paa.la foi tirar a prova real da mudança e postou uma foto na qual aparece amamentando o seu filho. A publicação foi removida, mas logo depois o Facebook desfez o banimento e pediu desculpas.


Facebook responde a uma denúncia dizendo que a imagem não viola os seus termos

A alteração nas normas do site veio logo após a campanha americana #FreeTheNipple receber atenção internacional. A ação pretende tornar comum o ato de amamentar e limitar a censura às mulheres nos meios de comunicação e na sociedade. Mas o objetivo da campanha é ainda maior. Ela promove que a amamentação em público e o topless (independente do sexo) sejam totalmente normais.

Via The Verge, Engadget e Huffington Post.

Tags
  • Redator: José Hüntemann

    José Hüntemann

    Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, é fascinado por inovações tecnológicas. Gosta de internet, redes sociais, mobiles e futuro dos vestíveis. Mas o que mais lhe impressiona é a tecnologia que busca melhorar a vida das pessoas e não serve apenas como mero acessório. Nos games, é um zero à esquerda, mas está no pódio no campeonato de Just Dance da redação.

Qual você acha melhor?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.