Vídeo: o FreeSync da AMD, a resposta ao G-Sync da Nvidia, em exibição na Computex 2014

Depois do anúncio do G-Sync, ficou a expectativa de quando a AMD viria com um recurso equivalente para solucionar problemas de sincronização entre a taxa de atualização dos monitores e os quadros gerados pelas placas de vídeo. Depois de amostras na CES, o FreeSync aparece em exibição no estande da empresa, na Computex 2014, e aproveitamos para conferir a tecnologia operando.

A grande vantagem do FreeSync é que, diferente da Nvidia que optou por usar tecnologias proprietÁrias, este recurso é "opensource" - por isto o Free no nome - e opera dentro do padrão DisplayPort 1.2a, dispensando uso de hardware com componentes proprietÁrios, como acontece no G-Sync. Nem todas as placas, porém, terão suporte: a empresa jÁ anunciou que apenas as GPUs R9 295X2, R9 290/290X e R7 260/260X poderão utilizar o FreeSync. Neste aspecto, quem sai na frente é a Nvidia, pois todas suas placas GTX das série 600 e 700 conseguem utilizar o G-Sync.

- Continua após a publicidade -

Para quem quer entender melhor esta tecnologia, pode conferir nossa entrevista com o Alexandre Ziebert, da Nvidia, na BGS 2013. Apesar de falarmos do recurso da rival neste vídeo, o princípio é semelhante ao utilizado no FreeSync: sincronizar as taxas de atualizações do monitor com a frequência que a placa de vídeo é capaz de gerar quadros. 

Assuntos
Tags
amd
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.