Presidente da Nintendo explica porque não lançam games para smartphones

Em entrevista para o site da Bloomberg, Satoru Iwata, presidente da Nintendo desde 2002, explicou que a empresa não vai investir no mercado de smartphones enquanto ele estiver na presidência: "Nossos games, como Mario e Zelda, são designados para os nossos consoles, se nós transferirmos eles para os smartphones como eles são, os consumidores não ficarão satisfeitos, e se os consumidores não ficam satisfeitos com a experiência, o valor do nosso conteúdo cai".

Na mesma entrevista em que foi divulgada a produção de um console para países emergentes, Iwata também explicou que entrar em um mercado totalmente novo para eles não seria vantajoso: "o mercado de smartphones é, provavelmente, mais competitivo do que o mercado de consoles. Estamos no mercado hÁ 30 anos, não acho que podemos simplesmente transferir tudo para o modelo de smartphones". 

Segundo o presidente da Nintendo, pensar que seria lucrativo levar Mario, Zelda, Donkey Kong ou qualquer franquia famosa para os smartphones é errado, porque poderia comprometer os outros negócios da Nintendo. Mesmo que um dia a Nintendo invista no mercado de smartphones, esses games nunca poderiam ser o "carro-chefe" da empresa.

Em uma entrevista anterior, Satouro Iwada jÁ tinha abordado essa questão:  "Qualquer que seja o benefício que a Nintendo possa ganhar ao lança suas franquias  para os smartphones, não vale o risco de ir contra a política da empresa de oferecer seus games exclusivamente para consoles da Nintendo".

- Continua após a publicidade -

Mesmo que as vendas tenham caído quase 76% desde junho de 2007 (data de lançamento do primeiro iPhone), Iwada acredita que a popularidade dos smartphones não significa que os consoles tradicionais vão morrer.

Porém a Nintendo não é inteiramente contra o novo mercado: o novo vídeo do Mario Kart 8 do Wii U estarÁ disponível para smartphones. Além disso, o analista da Wedbuch Securities Inc. explicou que a posição não é inteiramente decisiva: "A única maneira é ele admitir que estÁ errado, o que é bem difícil, ou a Nintendo trocar de diretor". Iwata ainda disse na entrevista, o que pode ser visto como uma chance mínima, que "ele não joga no smartphone, mas se ele jogar, serÁ um game da Nintendo". 

 Via Bloomberg e Gamespot.


Assuntos
Tags
  • Redator: Luiz Menezes

    Luiz Menezes

    Estudante de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina desde o segundo semestre de 2012 e gamer desde 1999, quando teve a oportunidade de jogar "Adventure" no Atari (mesmo não passando nem da segunda fase). Hoje é estressado com o Xbox 360 e com os ADCs noobs que sempre feedam o Draven. Trabalha na Adrenaline por causa da paixão por games e porque precisa de dinheiro para comprar consoles novos.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.