Sai primeira análise do Haswell Refresh: todo o pequeno ganho que 100MHz a mais tem a oferecer

O TweakTown liberou a primeira anÁlise com os novos processadores Intel Haswell, conhecidos como "Haswell Refresh". O site testou o processador Intel Core 4790 em uma placa-mãe com o novo chipset Z97 - não chegam a especificar qual a mainboard. Os resultados ficam dentro do que podemos esperar da leve "revitalizada" que a linha de processadores recebeu, com ganhos modestos de performance.

Os chips Haswell Refresh chegam com frequências levemente mais altas que os chips Haswell originais, resultado de uma melhora no substrato que conduz de forma mais eficiente o calor. Assim, é possível aumentar o clock sem resultar em problemas com aquecimento, algo que deve trazer resultados bastante interessantes em CPUs desbloqueadas.

O TweakTown analisou o Core i7 4790, que infelizmente não faz parte da família K, que traz recursos voltado a overclockers. Ainda assim o chip mostrou um ganho de performance por conta dos 100MHz a mais que traz, de fÁbrica. Outro ponto imporante foi observar que a temperatura de operação caiu, mesmo com a frequência mais alta, mostrando a eficiência térmica desta atualização da família Haswell.

- Continua após a publicidade -

Hora de correr e atualizar seu chip? Pouco provÁvel, especialmente se você jÁ tem um Haswell da linha K. O ganho de performance não é tão significativo para valer este investimento. Em contrapartida, se você estÁ prestes a comprar um processador, compensa esperar um pouco: os Haswell Refresh trazem estes benefícios, e chegam pelo mesmo preço praticado nos atuais chips Haswell. 

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.