Brasil é o terceiro país com mais sites vulneráveis ao Heartbleed

O Brasil é o terceiro país em número de sites vulnerÁveis à falha Heartbleed proporcional ao número de portais nacionais que utilizam SSL, de acordo com um estudo realizado pela Trend Micro. De um total de 3.148 sites SSL, 350 apresentam alguma vulnerabilidade, representando 11,12%. A Rússia é o país que possui o maior número: 1.022, ou 23,19%. A China vem com o segundo maior número proporcional. Dos 189 sites SSL, 36 estão vulnerÁveis. Isso representa 19,05%.


 Heartbleed: O que é, como atingiu a internet e preciso mudar minhas senhas?

Globalmente, a porcentagem de sites que estão vulnerÁveis a falha caiu em dois terços, alcançando uma taxa menor que 10%. Somente os TLDs (domínios de topo) do Brasil (.br), China (.cn) e Rússia (.ru) estão acima da porcentagem global. O único TLD com recorde de 100% dos sites limpos é o domínio .gov, reservado para os sites governamentais dos Estados Unidos. Os domínios da AustrÁlia (.au), Inglaterra (.uk), Alemanha (.de) e Índia (.in) também tem taxas muito mais baixas que a média global.

A Trend Micro explica que, em geral, os números deixam espaço para o otimismo quando se trata do Heartbleed. A maioria dos administradores de sistemas tem prestado atenção aos avisos e atualizado os seus servidores de acordo com eles. "A questão agora é se os 10% restantes dos domínios vulnerÁveis serão consertados logo ou se ficaremos presos com um pedaço da internet sempre vulnerÁvel a esse risco", declara a empresa.

Assuntos
Tags
  • Redator: José Hüntemann

    José Hüntemann

    Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, é fascinado por inovações tecnológicas. Gosta de internet, redes sociais, mobiles e futuro dos vestíveis. Mas o que mais lhe impressiona é a tecnologia que busca melhorar a vida das pessoas e não serve apenas como mero acessório. Nos games, é um zero à esquerda, mas está no pódio no campeonato de Just Dance da redação.

O que você prefere?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.