Nike abandona o FuelBand, empresa deve focar apenas em software

Poucos dias depois do lançamento do Android Wear e com os rumores sobre um iWatch à todo vapor, a Nike faz o movimento oposto e sai do mercado de dispositivos vestíveis. A empresa fechou sua divisão de hardware responsÁvel pela fabricação do FuelBand, um dos principais wearables do mercado voltado ao fitness.

A empresa declarou ao CNet que a mudança tem o objetivo de "alinhar objetivos em um negócio global e que anda em ritmo acelerado", sendo que a empresa mudou as prioridades em seu time de desenvolvimento de componentes digitais para esportes. Como resultado, uma boa parte dos funcionÁrios responsÁveis pelo desenvolvimento do FuelBand (entre 70 e 80%) serÁ cortada da empresa. Os novos modelos do FuelBand em processo de criação também foram cancelados.

Considerado um dos melhores gadgets no ramo do fitness, a saída da Nike abriu espaço para muita especulação. A principal é relacionada a Apple e seu potencial  wereable, conhecido em rumores por iWatch. A Nike sempre operou de forma próxima a empresa da maçã com seu gadget vestível, sendo que o FuelBand é exclusivo para dispositivos iOS, e o CEO da Apple, Tim Cook, faz parte da mesa diretora da Nike. A saída da empresa do ramo pode ser um indicativo que estÁ ciente da entrada a Apple neste segmento, e assim prefere deixar por conta da parceira a produção de hardware.

Outra possibilidade levantada para o fim do FuelBand é a entrada de novos players no mercado. Quando foi lançada em 2012, o gadget era um dos poucos dispositivos do gênero disponíveis. Com a entrada da Google e, potencialmente, da Apple, a Nike pode estar deslocando seus esforços no desenvolvimento de software e a plataforma do Nike+. Neste novo contexto, onde jÁ existem fabricantes de wereables, a empresa pode preferir apenas desenvolver o software para estes novos hardwares.

Com o segmento aquecido, a Nike também pode estar evitando uma concorrência que não é interessante para a empresa. Além de disputar espaço com gadgets como o Fitbit Flex e o Jawbone UP, recentemente a Samsung entrou no mercado com o Galaxy Fit, e a Razer vem trabalhando para lançar o Nabu.

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Qual vai ser o melhor game de abril de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.