Vídeo: O que dá para fazer com o novo Athlon, plataforma da AMD para PCs de baixo custo

A AMD começou esta semana a vender sua plataforma AM1 no Brasil, com a chegada dos processadores baseados na geração Kabini e conexão PGA. Usamos um sistema baseado no Athlon mais pontente da linha para saber a capacidade da nova plataforma, que chega ao mercado nacional com um custo a partir dos 200 reais para a compra da dupla processador e placa-mãe. A placa-mãe utilizada é uma Asus AM1I-A.

Aproveitamos também para ver como a plataforma se comporta como um PC para jogos de baixo custo, usando uma Radeon R7 250 em conjunto com o Athlon 5350, algo que adiciona em torno de R$ 340 ao orçamento com a compra desta placa dedicada. Por conta de limitações dos componentes que usamos neste teste, não foi possível habilitar o dual-graphics, e combinar o processamento grÁfico integrado no processador com o presente na placa de vídeo dedicada.

Abaixo temos também alguns benchmarks que realizamos com a nova plataforma, mostrando sua performance e também aspectos como aquecimento e consumo de energia. Para quem estÁ cogitando usar a plataforma AM1, temos boas notícias: o sistema tem um consumo e aquecimento baixo, batendo até mesmo o A6 da mesma geração Kabini, tudo isto entregando mais performance.


 



Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Qual o seu palpite para os preços dos consoles da próximo geração?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.