Ligar de um celular pré-pago pode ser até 130% mais cara do que a do pós-pago, aponta estudo

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) aponta que o preço de ligações de celulares pré-pagos pode ser até 130% maior do que o cobrado por ligações realizadas por quem possui planos pós-pagos. As linhas pré-pagas são maioria no Brasil, representando 78% de todas as linhas móveis do país.


Para chegar a esse dado, o Idec escolheu os planos pré-pago e pós-pago mais baratos de cada operadora. Como nenhuma delas fornece o valor cobrado pelo minuto de ligação em seus planos pós-pagos, o instituto fez uma estimativa baseada no preço total de cada pacote.

Na Claro, o plano pré-pago mais barato cobra R$ 1,60 por minuto, e R$ 1,56 em ligações para outros celulares da operadora. JÁ no pós-pago mais barato, a mensalidade custa R$ 89,00, o que, na estimativa do Idec, representa um minuto que custa R$ 0,67. Ou seja, 132% mais barato que o pré-pago.

JÁ o caso da Vivo é o seguinte: o minuto de ligação no plano pré-pago custa R$ 1,55, enquanto o plano pós-pago sai R$ 61,00 por mês. Na estimativa do Idec, isso representa R$ 0,98 o minuto de ligação. Ou seja, 58% mais barato.

A TIM cobra R$ 1,59 o minuto pré-pago, para outras operadoras. Seu plano pós-pago mais barato custa R$ 49,00 mensais, ou R$ 1,02 o minuto, pelos cÁlculos do Idec, o que representa um valor 55,8% menor.

Por último vem a Oi, que é a operadora que possui o cÁlculo mais complexo. No plano pré-pago, o minuto de ligação custa R$ 0,10 se o cliente jÁ fez uma ligação para outro celular da Oi naquele dia.

Só que a quantidade de minutos que o usuÁrio pode aproveitar desta promoção depende de valor da recarga. Se ele colocar R$ 10,00 de crédito, poderÁ falar 30 minutos por dia, num período de 15 dias. JÁ o plano pós-pago analisado custa R$ 39,00 por mês, com preço estimado de R$ 1,25 o minuto. Isso quer dizer que, nas estimativas do Idec, o pré-pago é 35% mais caro.

Assuntos
Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você prefere?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.