Novo golpe envolvendo o WhatsApp para desktop é identificado

O popular aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp - adquirido pelo Facebook recentemente pelo alto valor de US$ 19 bilhões - foi mais uma vez alvo de cibercriminosos, que não perderam tempo e criaram um novo ataque de spam afirmando que a versão desktop do aplicativo móvel jÁ estÁ sendo testada.

Os engenheiros da Trend Micro encontraram uma amostra de spam que menciona a compra do WhatsApp pelo Facebook e também informa que a versão desktop do WhatsApp jÁ se encontra disponível para Windows e Mac. A mensagem fornece um link para o download da suposta versão, que foi detectada como TROJ_BANLOAD.YZV, comumente utilizado para baixar malwares bancÁrios.

Neste caso, o TSPY_BANKER.YZV é baixado para o sistema. Esta variante bancÁria recupera logins e senhas armazenadas, representando um risco de segurança para contas online que são acessadas ​​no sistema afetado. O malware bancÁrio aparece com uma mensagem em português, indicando que os alvos são usuÁrios no Brasil.

Captura de tela do spam

- Continua após a publicidade -

"Embora o volume da disseminação deste spam ainda esteja relativamente baixa, esse número estÁ aumentando. Uma de nossas fontes de Spam informou que amostras da execução do malware responderam por até 3% de todos os emails vistos por ela, o que indica um potencial surto deste spam", diz Mark Manahan, pesquisador da Trend Micro.

Os usuÁrios devem ser cautelosos com esta mensagem ou similares. O WhatsApp, atualmente, não possui parcerias com Windows ou Mac, por isso, todas as mensagens que informam que tal versão esteja disponível podem ser consideradas fraudes.

Assuntos
Tags
  • Redator: Filipe Braga

    Filipe Braga

    Filipe Braga é um cearense extremamente simpático formado em Ciências da Computação e apaixonado por computadores e tecnologia em geral. Também participa de reviews de hardware, especialmente placas de vídeo, processadores e placas mãe.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.