Adeus, neutralidade da rede: Netflix faz acordo com operadora para melhorar o streaming

Enquanto a luta pela neutralidade da rede corre em vÁrias frentes ao redor do mundo, o Netflix preferiu não esperar e jÁ se adiantou para estar pronto para "o pior cenÁrio possível". A empresa divulgou um acordo com uma das maiores operadoras de internet dos Estados Unidos, a Comcast, em que irÁ pagar para garantir que seus vídeos cheguem aos consumidores com velocidade suficiente.

O acordo, divulgado com o entusiÁstico título de "Comcast e Netflix se unem para trazer aos consumidores ótima experiência de uso" irÁ possibilitar que os vídeos por streaming do Netflix cheguem com banda suficiente aos clientes desta operadora de internet, através de um redirecionamento mais eficiente dos dados dentro da rede. Não foi divulgado o valor pago pelo Netflix para "conseguir este benefício".

Por trÁs desta "cooperação" hÁ uma disputa que vem se acirrando entre os serviços de conteúdos na internet e as operadoras. Plataformas como o Netflix e YouTube são acusadas de aumentar em muito o consumo de banda por conta do streaming de vídeos em alta qualidade, tornando mais difícil para as operadoras manter a qualidade do serviço para todos os seus clientes. Em contrapartida deste aumento da banda e de investimentos para melhorar a rede e atender a demanda, as operadoras querem que empresas como a Google também ajudem a "pagar a conta", por serem as principais causadoras deste fenômeno.

- Continua após a publicidade -

O plano das operadoras é cobrar destes serviços "consumidores de banda" para que seus conteúdos tenham desempenho suficiente entre os seus consumidores. Esta prÁtica vai contra o conceito de neutralidade da rede, que defende que nenhum arquivo deve ser diferenciado, ganhando prioridade em relação a outro, dentro da internet. Assim, seria evitado que as operadoras criem este tipo de regras abusivas, cobrando mais para ter "Netflix em FullHD" ou "mais velocidade nos torrents", por exemplo.

As coisas ainda estão incertas sobre estas regulamentação sobre o conteúdo na web, porém algo é certo: o negócio entre o Netflix e a Comcast abriu um precedente perigoso. A Verizon jÁ se pronunciou, através de seu CEO, que irÁ buscar um acordo parecido. Por hora o foco das operadoras, nesta diferenciação dos arquivos que trafegam na rede, estÁ nas publicadoras de conteúdos, mas nada impede de um dia as coisas virarem para o lado do consumidor e termos que pagar planos do tipo "10 Mega mais YouTube FullHD".

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.