No MWC 2014, Zuckerberg fala sobre a compra do WhatsApp, NSA e o projeto internet.org

Durante o primeiro dia de Mobile World Congress 2014, o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, falou durante sua palestra sobre vÁrios assuntos recentes, como a compra do WhatsApp pela sua rede social, questões de espionagens da NSA e o projeto "internet.org". Em palestra mediada pelo jornalista David Kirkpatrick, autor do livro "The Facebook Effect", o dono do Facebook disse que o WhatsApp vale muito mais do que ele pagou. Na semana passada, o Facebook comprou o WhatsApp por US$ 16 bilhões e ontem o fundador do aplicativo confirmou chamadas de voz para o app em um futuro próximo.

Segundo Zuckerberg, o Facebook é a maior rede (em todos os sentidos) da história, por conectar 1,2 bilhões de usuÁrios. E o desejo de conectar outro bilhão de pessoas foi o que levou ele a comprar o WhatsApp, jÁ que, com 450 mil usuÁrios e em crescente expansão, o serviço de mensagens instantâneas é o que apresenta maior potencial.

Motivado por esse desejo, Zuckerberg comentou também sobre o projeto "internet.org", uma iniciativa de vÁrias instituições para levar internet de qualidade a milhões de pessoas excluídas dos benefícios do mundo digital. O projeto conta com o apoio de outras gigantes da tecnologia, além do Facebook, como Nokia, Qualcomm e Samsung. Para Mark Zuckerberg, a questão estÁ nos smartphones ou em dispositivos para se conectar, jÁ que cerca de 80% da população mundial jÁ vive em Áreas de cobertura 2G e 3G.

Outros assuntos foram levantados durante a fala do CEO do Facebook. O jornalista Kirkpatrick perguntou a ele sua opinião sobre o polêmico assunto de espionagem e violação de privacidade da NSA, e Zuckerberg respondeu: "O governo meio que estragou tudo. Eles estavam muito além do que deveria ser feito, não estavam sendo transparentes o suficiente sobre o que faziam". O jovem empresÁrio ainda reiterou que confiança é fundamental no relacionamento com os usuÁrios, para que problemas com compartilhamento de informações pessoais sejam evitados.

- Continua após a publicidade -

Uma última questão foi levantada no final da palestra de Mark Zuckerberg, dessa vez especulando um futuro movimento: perguntaram se, com a compra do WhatsApp, o Facebook havia desistido de ir atrÁs do Snapchat. A pergunta foi motivada pela tentativa de compra do Snapchat, no final do ano passado, por Zuckerberg, com o valor de US$ 3 bilhões. A resposta do jovem CEO foi bem humorada, "depois de comprar uma companhia por US$ 16 bilhões, você fica satisfeito por um tempo".

Via Exame

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Assuntos
Tags
  • Redator: Leonardo Lorenzoni

    Leonardo Lorenzoni

    Apaixonado por videogames desde que jogou Yu-Gi-Oh Forbidden Memories no Playstation e StarCraft no PC, sofre por ter nascido tão tarde e perder tanta bagagem cultural. Correndo atrás do prejuízo, divide a vida de estudante de jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) com os vícios em séries e filmes. Gosta do Batman e não gosta do Superman. Escreve notícias para o Adrenaline e tenta não chegar atrasado.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.