Nvidia lança as placas GTX 750 e 750Ti, as primeiras com arquitetura Maxwell

A Nvidia anunciou hoje o lançamento das placas GeForce GTX 750 e 750Ti, as primeiras a vir com a arquitetura Maxwell. O grande destaque desta nova linha é a eficiência energética, entregando o dobro de performance por watt consumido e um ganho de desempenho por núcleo de processamento grÁfico. Ambas as placas chegam para substituir a GTX 650Ti, formando o segmento de entrada das placas de vídeo para games da Nvidia.


As duas novas placas de vídeo de entrada da série GTX 700 trazem uma nova reorganização dos núcleos CUDA, separando-os em quatro (GTX 750Ti) ou três (GTX 750) grupos com controladores lógicos próprios. Esta nova reorganização é mais eficiente que a presente na arquitetura Kepler, com um ganho de 135% de performance por núcleo.

- Continua após a publicidade -

A GTX 750Ti traz performance duas vezes superior a GTX 550Ti, com um consumo inferior: 60W contra os 116W da placa de duas gerações atrÁs. Outras especificações incluem 640 núcleos CUDA, frequência de operação de 1020MHz e GPU Boost médio de 1085MHz, memória VRAM de 1 ou 2GB GDDR5 com interface de 128 Bits e TDP de 60W. O detalhe é que a placa dispensa cabos de alimentação, sendo o primeiro modelo de referência da Nvidia da linha GTX capaz de ter toda a alimentação necessÁria via slot PCI-Express. Com isto a empresa espera tornar a placa um upgrade interessante mesmo em computadores com fontes de baixa potência, na casa dos 300 watts, ou sistemas mini-ITX compactos. A placa chega com preço sugerido de R$ 669, no Brasil.

Na parte de performance, benchmarks da Nvidia indicam que a placa é capaz de rodar o game Call of Duty Ghosts em FullHD e qualidade grÁfica intermediÁria com 51 quadros por segundo, em média, cinco vezes mais que grÁficos integrados e também mais que o dobro que a GT 640. Os testes da empresa também afirmam que a placa é capaz de bater a R7 260X em diversos games, consumindo praticamente a metade da energia.

A GTX 750  traz especificações parecidas com a GTX 750Ti, com uma redução no número de núcleos CUDA: 512, 128 a menos que sua "irmã maior". Nos benchmarks divulgados pela Nvidia, a placa bate a R7 260, novamente com um consumo próximo ao da metade da rival. A R7 265, anunciada na semana passada, não entrou nos comparativos. A placa custarÁ R$ 599 no mercado brasileiro.

- Continua após a publicidade -

JÁ estamos com um modelo da GTX 750Ti para testes, fiquem de olho que em breve entra nossa anÁlise dela no ar. Também temos um videocast conversando com Alexandre Ziebert, do marketing técnico da Nvidia, nos explicando estes lançamentos. 

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Qual a sua marca de mouses para jogos favorita? - Pesquisa de Periféricos 2020

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.