Kaspersky: existem 10 milhões de malwares para Android, quase dez vezes mais que apps legítimos

A Kaspersky divulgou informações sobre os malwares para Android identificados durante o mês de janeiro. A empresa responsÁvel pela suíte de segurança homônima encontrou 200 mil novas ameaças únicas no primeiro mês do ano, chegando a marca de 10 milhões de softwares maliciosos para o sistema da Google. Como o Google Play hoje oferece 1.1 milhões de apps, podemos dizer que hÁ quase dez vezes mais malwares que apps legítimos para Android.

Apesar do número parecer alarmante, não hÁ motivo para se preocupar: uma quantidade ínfima dos apps maliciosos chegam à loja de aplicativos oficial do sistema. A grande disseminação dos malwares acontece nas lojas de aplicativos genéricas ou através da distribuição dos softwares em forma bruta, através de arquivos ".apk". Ao mesmo tempo que oferecem todos os apps da loja legítima de graça, estas formas alternativas de adquirir os aplicativos costumam trazer modificações que incluem algum malware.

Confira nossas anÁlises de aplicativos de segurança para o Android

Para escapar destas 10 milhões de ameaças, não é preciso muito esforço: basta se limitar às opções do próprio Google Play e não ativar o "modo de desenvolvedor", que libera algumas ações como instalar apks manualmente mas, ao mesmo tempo, possibilita que os malwares façam alterações no funcionamento do smartphone. Outra dica é verificar as permissões pedidas pelo aplicativo ao ser instalado, suspeitando dos que "pedem muito mais que o necessÁrio". A Kaspersky também não deixa de vender seu peixe, e sugere a instalação de algum software de proteção.

- Continua após a publicidade -

Via Techtudo

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.