Google vai pagar US$17 milhões para se livrar de acusação sobre privacidade

O Google vai ter que pagar US$17 milhões para encerrar uma acusação de que a companhia teria rastreado usuÁrios de iPhones e iPads ao instalar determinados cookies no navegador Safari dos aparelhos. Durante dois anos, 37 estados dos Estados Unidos mais o distrito de Columbia vinham investigando o Google com a acusação de que a empresa teria invadido a privacidade dos consumidores. Um acordo assinado ontem põe fim a essas investigações.

De acordo com as acusações, o Google conseguiu contornar um bloqueio do Safari que impedia a utilização de cookies de terceiros. Isso permitia a sites e anunciantes identificar usuÁrios e rastrear seus hÁbitos de navegação. O Google negou as denúncias, mas disse que estÁ tomando as medidas necessÁrias para remover os cookies.

Com o acordo, o gigante das pesquisas se compromete a não usar o tipo de código capaz de alterar configurações de navegadores sem o consentimento do usuÁrio, a menos que seja por segurança, fraude ou questões técnicas. Também concordou em explicar como funcionam os cookies aos consumidores nos próximos cinco anos. As informações são da Reuters.

Assuntos
Tags
  • Redator: José Hüntemann

    José Hüntemann

    Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, é fascinado por inovações tecnológicas. Gosta de internet, redes sociais, mobiles e futuro dos vestíveis. Mas o que mais lhe impressiona é a tecnologia que busca melhorar a vida das pessoas e não serve apenas como mero acessório. Nos games, é um zero à esquerda, mas está no pódio no campeonato de Just Dance da redação.

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.