Relógio chamado "Tikker" mostra quanto tempo falta para usuário morrer

A vida é curta, e é isso que um relógio chamado "Tikker" quer nos lembrar. O tempo todo. Ele mostra uma contagem regressiva dos anos, meses, dias e horas que faltam para o usuÁrio morrer. O aparelho jÁ alcançou sua meta de US$ 25 mil no Kickstarter, e ainda ficarÁ mais 23 dias por lÁ.


Para ajustar o Tikker, deve-se preencher um questionÁrio, a partir do qual serÁ deduzido o tempo que o usuÁrio ainda tem de vida. Junto do relógio, também serÁ entregue um livro chamado "About Time", que segundo a pÁgina no Kickstarter é um manual tanto para o aparelho quanto para o tempo em si. Ele contém não somente o conceito de tempo, mas também a resposta para perguntas do tipo "O que é tempo?" ou "Quando o tempo começou" e até "O tempo tem fim?".

"Eu comecei a pensar sobre morte e a transitoriedade da vida quando meu avô morreu, e então eu percebi que nada importa quando você estÁ morto. Ao invès disso, o que importa mesmo é o que fazemos quando estamos vivos", diz Frederik Colting, fundador da "equipe Tikker". Eles estão trabalhando no relógio hÁ 2 anos, e se descrevem como uma equipe de designers, livres-pensadores e amantes da vida.


- Continua após a publicidade -

Claro que a proposta parece bastante mórbida, mas os criadores dizem que o objetivo do relógio é lembrar aos usuÁrios que é preciso aproveitar cada segundo. "Se você soubesse quanto tempo ainda lhe resta, você usaria melhor esse tempo?", é o questionamento que a equipe deixa. EstÁ certo que toda a reflexão trazida pelo aparelho é bem interessante, mas um relógio não seria um relógio se não mostrasse o horÁrio local, e o Tikker faz isso também.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Assuntos
Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.