Simpósio Brasileiro de Jogos discutirá games como negócio

Segundo o Sebrae, o Brasil é o quarto maior mercado do mundo no segmento de jogos digitais, com 35 milhões de usuÁrios. Diante desses dados engana-se quem acredita que game é apenas sinônimo de jogos para crianças, nerds e geeks. Só o mercado nacional movimentou R$ 5,3 bilhões, em 2012, com um crescimento de 32% sobre o ano anterior. Este é apenas um dos aspectos que serÁ discutido no SBGames - Simpósio Brasileiro de Jogos e Entretenimento Digital, que ocorrerÁ entre os dias 16 e 18 de outubro, na Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo. 

O Simpósio, promovido pela Sociedade Brasileira de Computação (SBC), chega a sua décima segunda edição, como o maior evento acadêmico de games do país e da América Latina.

Segundo a professora Pollyana Mustaro, organizadora do evento, no Mackenzie, "o simpósio tem quatro focos diferentes, como arte e design, computação, cultura e indústria". Na edição 2013, o público poderÁ acompanhar discussões sobre a estrutura, impacto, criação e desenvolvimento dos games. Além do tradicional espaço para a apresentação de estudos sobre os jogos eletrônicos o evento vem sendo aprimorado a cada edição com a realização de atividades paralelas, com Mostra de Artes e exposição de trabalhos artísticos em técnicas diversas realizadas a partir de referências estéticas e conceituais dos jogos eletrônicos, nas categorias Game Art, Processo Artístico e Jovem Artista e ainda o Workshop de Realidade Virtual e Aumentada Aplicada a Games.

Outras duas atividades do simpósio serão o Consórcio Doutoral e o Workshop de Realidade Virtual e Aumentada Aplicada a Games. O primeiro volta-se às discussões sobre as dissertações e teses produzidas a respeito de games e seus desdobramentos e permitirÁ a apresentação de pesquisas de Mestrado e Doutorado da Área em andamento no Brasil para considerações de acadêmicos convidados. O segundo se propõe a trabalhar o uso de realidade virtual e aumentada em Áreas como serious games e saúde.

Focando as ações de aprimoramento para os profissionais do meio, o  Simpósio apresenta um Fórum aberto com a presença de representantes da Abragames, Associação Brasileira das Desenvolvedoras de Jogos Eletrônicos, e IGDA Brasil, e palestras com keynotes internacionais. Este ano o SBGames constituirÁ ainda a primeira Joint Conference com o ICEC 2013 (12th International Conference on Entertainment Computing), ação de grande prestígio no âmbito acadêmico, voltada à pesquisa do entretenimento digital.

- Continua após a publicidade -

Como um evento paralelo foram ainda propostas discussões no âmbito do seminÁrio "Criança em Jogo" um evento que pretende estabelecer uma relação entre os games, pais, professores e os processos de educação das crianças.

Curioso notar que o universo dos jogos transcendeu a Área técnica e atualmente envolve as ciências humanas como a filosofia, literatura, a psicologia e a sociologia, além da comunicação. Com isso, o emprego de games passou a ser uma realidade na formação de administradores de empresas, pilotos de avião, crianças e adolescentes. Sem falar na empregabilidade em ações na Área de saúde com a fisioterapia e tratamento de fobia, dentre outras.

Segundo Pollyana, o crescimento do mercado de games é uma oportunidade de negócios para o segmento denominado Economia Criativa. De acordo com dados do setor o crescimento da atividade econômica nessa Área deverÁ quadruplicar o faturamento das empresas até 2016. Este aumento se caracteriza por ser Área versÁtil e abrangente que atinge os mais variados públicos tendo como um atrativo a expansão da internet móvel e a aposta das empresas em jogos para dispositivos móveis, como tablets e celulares.

Outro aspecto indicado por ela, é que segundo um estudo do Sebrae os grandes eventos esportivos que acontecerão no Brasil abrirão mercado para jogos temÁticos das mais variadas modalidades existentes. Além disso, estes eventos poderão abrir novas oportunidades para o desenvolvimento de jogos educativos e empresariais voltados para os mais diversos segmentos da economia, como o comércio e o turismo.

Assuntos
Tags
  • Redator: Filipe Braga

    Filipe Braga

    Filipe Braga é um cearense extremamente simpático formado em Ciências da Computação e apaixonado por computadores e tecnologia em geral. Também participa de reviews de hardware, especialmente placas de vídeo, processadores e placas mãe.

Escolha sua arma:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.