Após anúncio do SteamOS, Nvidia e AMD prometem evoluir drivers de suas GPUs para "o pinguim"

As duas principais fabricantes de chips grÁficos levaram apenas um dia para reagir ao anúncio do SteamOS, sistema baseado em GNU/Linux da principal plataforma de games para PC. Ambas as empresas jÁ se pronunciaram, através de representantes, afirmando que irão "evoluir seus drivers" para os sistemas do Tux.

A AMD é mais ativa na comunidade GNU/Linux, disponibilizando drivers opensource, mas que não chegam próximo da qualidade dos disponíveis para Windows. Ainda assim, a empresa vem evoluindo, sendo que publicou um update com 165 correções de kernel em seus drivers para Linux, que habilitam tecnologias como o gerenciamento dinâmico de energia, em suas placas. Segundo informações divulgadas pelo site Anandtech, a AMD jÁ afirmou a jornalistas que estÁ preparando novidades acerca de seus drivers para Linux.

Pelo lado da Nvidia, as coisas não são tão positivas no momento. O próprio Linus Torvalds jÁ foi "bem gentil" em relação ao suporte da empresa ao sistema Linux. A principal causa do atrito é a opção da Nvidia de manter seus drivers como "código fechado", não disponibilizando drivers opensource ou documentação à comunidade Linux (duas coisas que definitivamente irritam este público). Mas hÁ um avanço também para esta empresa, nos últimos dias: a Nvidia liberou parte da documentação acerca de suas GPUs, e prometeu um contato mais próximo com o Nouveau, grupo que desenvolve drivers de código aberto para os chips da empresa na base da engenharia reversa.

- Continua após a publicidade -

Os drivers são uma das partes essenciais para que o SteamOS "decole". Para a Valve desenvolver a comunidade gamer neste novo sistema, ela precisarÁ de mais apoio de desenvolvedoras de games (algo que jÁ vem fazendo com seus "medalhões", e também algumas desenvolvedoras indies) e suporte dos fabricantes de hardware. Até mesmo APIs entram na questão, jÁ que muito da indústria dos games foca no desenvolvimento em DirectX, tecnologia proprietÁria da Microsoft, ao invés do OpenGL.

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Escolha sua arma:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.