Dedo amputado não servirá para destravar o iPhone 5S

O leitor de impressões digitais presente no mais novo smartphone da Apple, o iPhone 5S, foi uma novidade muito bem recebida pela maioria. Mas alguns usuÁrios um pouco mais preocupados começaram a considerar a possibilidade de um assaltante em potencial querer levar não só o celular, mas também um dos dedos de sua vítima.

Segundo especialistas em biométrica entrevistados pelo Mashable, seus dedos estão seguros. A tecnologia utilizada no leitor de digitais do iPhone 5S faz a leitura através de frequência de rÁdio, o que exige que o dedo esteja vivo e com sangue circulando para funcionar. "Ninguém na biométrica quer ficar falando de dedos cortados e defuntos, mas no fim do dia nós ainda somos requisitados para remover os medos do consumidor e nos certificar que ele entenda que um dedo amputado não vai funcionar." Â– disse Sebastian Taveau, chefe de tecnologia na empresa Validity Sensors.

É bom ter conhecimento de que o dedo precisa estar preso ao dono do iPhone para funcionar. Agora é torcer pro assaltante saber disso também... 

Assuntos
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Deve ter lançamentos como leve melhorias na mesma arquitetura

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.