LG vai ampliar linha de Smart TVs Ultra HD no Brasil

Em breve, os brasileiros terão mais opções no portfólio de televisores com ultra resolução da LG. A empresa, que lançou o primeiro modelo no final do ano passado, com 84 polegadas, irÁ disponibilizar no mercado nacional outros dois aparelhos da linha, um com 55'' e outro com 65''.

Uma das novidades é o sistema de som 4.1 integrado, com um subwoofer na parte traseira e alto-falantes deslizantes. 

A gerente de marketing de Home e Entertainment da LG do Brasil, Fernanda Summa, explicou em entrevista ao Adrenaline que não só a qualidade de som serÁ um diferencial da TV, como também a da imagem. Não apenas pela enorme quantidade de pixels – são 3840x2160 pixels de resolução – como também pelo painel Nano Full LED.  

Os televisores da marca são os únicos da categoria com essa tecnologia, que oferece um contraste mais preciso na imagem. Isso porque, em televisores LED comuns, os LEDs são posicionados apenas nas extremidades da tela, enquanto no modelo da LG eles são distribuídos por toda a tela com o auxílio de uma película. 

Além desses diferenciais, os novos modelos de 55 e 65 polegadas também contam com recursos de Smart TV, incluindo o controle Smart Magic com sensor de movimento e reconhecimento de voz. Os televisores também têm uma câmera integrada para chamadas via Skype e são compatíveis com 3D. Quatro óculos acompanham a TV, incluindo dois com recurso dual-play, para jogar videogame com os amigos sem a necessidade de dividir a tela. O recurso exibe uma tela diferente para cada jogador, evitando o split screen.

 

Ainda segundo Summa, a LG espera lançar comercialmente os novos televisores na primeira semana de outubro, em um lançamento praticamente simultâneo ao do exterior. Os preços são bem mais acessíveis que o do primeiro modelo, de 84 polegadas, que custa R$44,9 mil. A versão com 65 polegadas sairÁ por R$24.999 e a de 55'' serÁ vendida por R$14.999.
Assuntos
Tags
lg
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.