Contra a espionagem, Brasil quer ter serviço de email próprio desenvolvido pelos Correios

Após as muitas denúncias de espionagem contra a população brasileira e inclusive contra a senhora presidente Dilma Rousseff, o governo do país resolveu tomar algumas medidas para tentar garantir a privacidade dos usuÁrios. Uma delas é a volta de um projeto dos Correios de 2003 que cria um serviço de emails próprio para o Brasil.


Os Correios prometem não jogar basquete com seus emails

Com o sistema nacional, o governo quer evitar que os brasileiros se cadastrem em contas do Hotmail ou Gmail. A criptografia do serviço irÁ garantir a privacidade dos usuÁrios, de acordo com os desenvolvedores, e os dados dos usuÁrios serão mantidos em servidores instalados aqui no país, ao contrÁrio dos dois principais provedores de email, que estão nos Estados Unidos.

Ao R7, os Correios informaram que o modelo de negócios ainda não foi criado, mas a princípio, "o serviço serÁ vendido aos usuÁrios que queiram esses benefícios". Quem adquirir o serviço poderÁ trocar mensagens criptografadas com outras pessoas que possuam o email dos Correios. Se apenas o remetente possuir o cadastro, ele terÁ benefícios como a garantia da entrega e o aviso da hora em que a mensagem foi lida. Os preços ainda não foram definidos.

Assuntos
Tags
  • Redator: José Hüntemann

    José Hüntemann

    Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, é fascinado por inovações tecnológicas. Gosta de internet, redes sociais, mobiles e futuro dos vestíveis. Mas o que mais lhe impressiona é a tecnologia que busca melhorar a vida das pessoas e não serve apenas como mero acessório. Nos games, é um zero à esquerda, mas está no pódio no campeonato de Just Dance da redação.

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.