Pesquisa aponta diferenças entre homens e mulheres na hora de compartilhar arquivos

Uma pesquisa da F-Secure mostra que homens dão mais atenção à quantidade de conteúdo digital que possuem do que as mulheres, mas elas compartilham esse conteúdo com mais frequência. Quando questionados sobre a quantidade de fotos, vídeos, documentos e outros arquivos que eles têm em seus dispositivos, 23% dos homens dizem que têm mais de 100 gigabytes de conteúdo, em comparação com 12% das mulheres. As entrevistadas em geral parecem não se importar com a quantidade de conteúdo, mas sim com o seu valor. Segundo a pesquisa, 46% das mulheres não sabem quantos arquivos possuem na rede, contra apenas 23% dos homens.

Quando o assunto é back-up os homens mostram uma preocupação maior com a preservação de seus conteúdos e 77% afirmam fazer back-up contra 75% das mulheres. O levantamento aponta ainda que os homens estão um pouco mais dispostos a usar um serviço de back-up na nuvem. Os demais usuÁrios assumem que ainda utilizam dispositivos como pen-drives, HDs externos e CDs para armazenar documentos. Dentro desse cenÁrio, os homens dizem ainda fazer back-up de seus conteúdos com maior frequência e 33% realizam essa tarefa pelo menos uma vez por semana. JÁ entre as mulheres, apenas 25% realiza a função.

"Especialmente nos países da América Latina ainda não hÁ o hÁbito frequente de fazer back-up, além do receio em armazenar o conteúdo na nuvem. A tendência é ver um amadurecimento desses usuÁrios e a migração para os serviços do tipo", afirma Leandro Hernandez, Vice-Presidente da F-Secure para América Latina.

Facebook é a principal ferramenta de armazenamento

Seja para fins de armazenamento ou apenas para compartilhar com os amigos, o Facebook figura no topo da lista de plataformas escolhidas para guardar informações. De acordo com a pesquisa, as mulheres são as que mais usam a rede social para este fim. As entrevistadas assumiram carregar conteúdos no site pelo menos uma vez por semana em comparação a 34% dos homens. O YouTube vem em segundo lugar e é um pouco mais popular entre os homens. 21% deles inserem conteúdo no site pelo menos uma vez por semana, seguidos por 19% das mulheres.

- Continua após a publicidade -

O armazenamento de conteúdo na nuvem levanta diversas questões sobre segurança. Entre as mulheres a preocupação é maior, 61% afirmam ficar apreensivas com o acesso não autorizado ao conteúdo que mantêm na nuvem e em serviços de back-up ou sites de redes sociais, jÁ entre os homens essa preocupação atinge 57%.

O estudo, concluído pela Gfk, abrangeu entrevistas pela web com 6 mil usuÁrios de banda larga, com idade entre 20 e 60 anos, de 15 países: Alemanha, ItÁlia, França, Reino Unido, Holanda, Bélgica, Suécia, Finlândia, Polônia, EUA, Brasil, Chile, Colômbia, AustrÁlia e MalÁsia. 

Assuntos
Tags
  • Redator: José Hüntemann

    José Hüntemann

    Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, é fascinado por inovações tecnológicas. Gosta de internet, redes sociais, mobiles e futuro dos vestíveis. Mas o que mais lhe impressiona é a tecnologia que busca melhorar a vida das pessoas e não serve apenas como mero acessório. Nos games, é um zero à esquerda, mas está no pódio no campeonato de Just Dance da redação.

Deve ter lançamentos como leve melhorias na mesma arquitetura

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.