[Rumor] Google estaria desenvolvendo 'taxi robô', que poderia dirigir sozinho

De tempos em tempos surgem notícias que envolvem tentativas do Google de desenvolver carros que dirgem sozinhos, inclusive com a própria empresa tendo divulgado, dois anos atrás, alguns vídeos mostrando seus avanços na área. Só que a empresa não teria conseguido desenvolver uma parceria com uma grande montadora para seguir adiante com o projeto.


Mas agora o repórter Amir Efrati – que neste ano saiu do Wall Street Journal para trabalhar no site de tecnologia jessicalessin.com – publicou uma notícia dizendo que o Google resolveu continuar sim com a ideia de desenvolver um carro do tipo, e que, na falta de um parceiro, a empresa resolveu fazer isso sozinha.

O projeto agora seria  desenvolver  um "táxi robô', que funcionaria através de um serviço 'on demand': o usuário pede o táxi através um aplicativo, e ele vem automaticamente. Essa parte da notícia é interessante, pois um rumor divulgado pelo site All Things D diz que o Google teria investido $250 milhões num aplicativo de táxi on demand chamado Uber.

- Continua após a publicidade -


Num primeiro momento, a ideia seria usar os carros com humanos dentro por razões de segurança. Mas com o tempo, o esperado seria que a tecnologia evoluísse, e daí o auxílio humano presencial não seria mais necessário. E, apesar do planejamento inicial ser para o serviço de táxis, a empresa também estaria planejando colocar o veículo no mercado para os consumidores também, caso a primeira etapa fosse bem-sucedida.

Só que o preço não seria barato: atualmente a empresa estaria testando Toyotas modificados, que custariam cerca de $150 mil cada. E isso é nos Estados Unidos. Imaginem que, como acontece com os jogos, celulares – e praticamente todo o resto, na verdade – os carros chegam aqui por preços muito maiores que os que são praticados lá. Para efeitos de comparação, o Toyota Prius – o carro das imagens, usado nos testes do Google – custa cerca de $24 mil nos EUA – equivalente a cerca de R$57 mil na cotação do dia em que essa notícia foi postada. Enquanto isso, aqui no Brasil, ele não é vendido por menos de R$120 mil. Via The Verge.


Assuntos
Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.