Sai fora troll: Twitter adiciona botão para reportar tuítes abusivos

Como jÁ discutimos em um podcast, o Twitter é uma rede que tem lÁ seus problemas, por conta da rapidez que seus conteúdos são publicados e a facilidade com que bobagens mal pensadas ganham a rede. Agora, para contornar este problema, o Twitter decidiu implementar um botão dedica apenas as reportar abusos em tuítes de forma rÁpida.


Diretor do Twitter no Reino Unido pede desculpas pelos casos de abuso

A pressão sobre a rede social, para implementar este recurso, ganhou força no Reino Unido após uma série de ameaças de estupros e até uso de bombas contra um grupo de cinco mulheres. As ativistas defendiam que as notas de 10 libras trouxessem o rosto da escritora britânica Jane Austen, e após uma campanha bem-sucedia no Twitter para que a moeda recebesse esta alteração, passaram a receber sucessivas ameaças de usuÁrios através da rede social. Mesmo após a retirada dos tuítes e banimento dos usuÁrios responsÁveis, eles voltavam a atacar as ativistas com novas contas.

O Twitter afirma, através de sua central de ajuda, que não realiza o bloqueio da criação de novas contas pois mecanismos de identificação, como o IP, são ineficientes, e podem fazer com que usuÁrios legítimos não consigam criar perfis na rede, caso alguma trava seja implementada.

- Continua após a publicidade -

O diretor do Twitter no Reino Unido, Tony Wang, pediu desculpas por todos os transtornos sofridos pelas ativistas, e o botão para report rÁpido de abusos jÁ estÁ sendo implementado para iOS e na versão para navegadores móveis da rede social. 

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.