Após novo patch, jogadores de Black Ops II ameaçam de morte um dos desenvolvedores do game

Na última terça-feira, dia 23, Call of Duty: Black Ops II ganhou um novo patch com uma lista de pequenas mudanças no jogo, a fim de balancear melhor a jogabilidade do multiplayer. A redução na performance de três armas, porém, causou revolta entre os jogadores, resultando em ameaças de violência a um dos desenvolvedores e sua família.


David Vonderhaar, diretor de design, foi o alvo principal das críticas no Twitter que pediam pelo seu suicídio, dentre outras promessas de violência que não valem ser repetidas aqui. A resposta do desenvolvedor às ameaças se restringiu ao seguinte: "O tempo de fogo da DSR era 0,2 segundos. Agora é 0,4 segundos. O tempo de 'rechamber' era de 1 segundo. Agora é de 1,1 segundo (...) Deixe-me por um pouco de perspectiva na sua vida porque eu me importo de verdade com o que vocês dizem. Não acho que frações de segundo valem ameaças de violência." Os tempos citados acima se referem às três mudanças responsÁveis pela revolta: dano reduzido na AN-94 e frequência de tiro reduzida na DSR 50 e na Ballista.

Dan Amrich, o gerente de comunidade da Activision, desenvolvedora do game, foi mais enfÁtico na resposta que postou em seu blog. Enquanto elogiou a paciência de Vonderhaar, chamando-o até de "super humano", o gerente chegou a desabafar: "É por isso que o mundo geralmente não leva vídeo games a sério; é por isso que gamers são imaginados como babacas chorões e imaturos. Porque os babacas chorões e imaturos são mais barulhentos."

Via Eurogamer

- Continua após a publicidade -

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Assuntos
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.