Universidade de Boston acusa Apple de violar patente e pede fim do iPad, iPhone e MacBook

A Apple é famosa por não perdoar qualquer coisa que a empresa suspeite ser uma violação de suas patentes. Agora chegou a vez dela entrar na mira do mesmo tipo de processo. A Universidade de Boston acusa a maçã de violar uma patente sua que data de 1995 e quer não só o dinheiro, mas também o fim do iPad, iPhone e MacBook Air.


A patente trata de semicondutores feitos com "filmes finos altamente isolantes de nitreto de gÁlio monocristalino" que estariam sendo usados nos eletrônicos da Apple. É uma tecnologia bastante específica e técnica e o Venture Beat, que deu a notícia, não pôde especificar qual componente seria o "vilão" a fazer uso da tal tecnologia.

HÁ pontos interessantes a serem ressaltados aqui. O primeiro iPhone apareceu no mercado em 2007, hÁ quase seis anos e só agora a Universidade estÁ se pronunciando, sendo que faltam apenas dois anos para a patente dos acadêmicos expirar, o que vai ocorrer em 2015.

O mais irônico, talvez, seja o fato de que dois professores da própria Universidade de Boston divulgaram um estudo ano passado no qual acusavam certas empresas de se especializarem em registrar patentes sem nunca produzir nada, apenas para aproveitar os lucros dos processos que poderiam fazer depois. Os pesquisadores acusaram as chamadas "patent trolls" aos Estados Unidos até 29 bilhões de dólares por ano somente nas defesas dos processos.

- Continua após a publicidade -

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Assuntos
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.