Aumento nos preços dos PCs nos Brasil ajuda a reduzir vendas em 10% no primeiro trimestre

A IDC Brasildivulgou hoje os dados consolidados do mercado de PCs no Brasil no primeiro trimestre deste ano. Foram vendidos no total 3,4 milhões de computadores no país, 10% a menos do que no mesmo período de 2012. A queda foi mais acentuada na venda de desktops (-11%, contra -9% para os notebooks).

Em números totais as vendam alcançaram a marca de 2.2 milhões de unidades para uso doméstico e 1.1 milhão para uso corporativo.

A queda nas vendas de PCs ocorre mundialmente, alcançando a marca negativa de 13%, em comparação ao primeiro trimestre de 2012.

"No Brasil também hÁ um impacto, porém de forma um pouco mais lenta", reforça Pedro Hagge, analista da IDC Brasil. No mercado corporativo, por exemplo, a queda foi de 6%. "Ainda é possível perceber um movimento de compra, mesmo que conservador, por parte do segmento de pequenas e médias empresas. JÁ para quem quer navegar pela internet, consumir conteúdo, ou até mesmo usar algum dispositivo para jogos, por exemplo, os tablets estão sendo preferidos, principalmente os de preços mais acessíveis, o que ajuda a entender a queda de 12% nas vendas de computadores entre os usuÁrios domésticos", analisa.

Segundo a IDC, o aumento nos preços dos computadores foi um dos diversos fatores que contribuíram para a queda nas vendas de desktops e notebooks. "Com o aumento do dólar, componentes como memória e HD elevaram o preço dos computadores. Além disso, as novas especificações técnicas como tela sensível ao toque, dispositivos ultrafinos, conversíveis e híbridos, tendem a exigir componentes mais sofisticados e com um custo mais elevado, impactando no custo final do computador. O mercado de PCs é muito sensível a preços e qualquer variação reflete nas vendas", finaliza o analista da IDC Brasil.

Na evolução mensal, o mercado brasileiro de computadores volta a cair em abril, após uma boa recuperação em março, encerrando com um total de 1.1 milhões de unidades comercializadas. Isso representa uma queda de 24% em relação ao mês de março e queda de 14.5% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Na perspectiva anual, a IDC espera uma queda de 8% no mercado de brasileiro de PCs para o ano de 2013. A indústria de PCs estÁ passando por um momento de ajuste no formato dos equipamentos, durante o ano serão lançados dispositivos híbridos, com tela destacÁvel, conversíveis e tela sensível ao toque, por exemplo. Estas novas especificações tendem a elevar o preço dos dispositivos e gerar um impacto no volume de vendas. Além destas mudanças, o mercado de tablets e smartphones tem ganhado cada vez mais relevância perante os usuÁrios domésticos e com isso espera-se um impacto no tempo de renovação de compra dos PCs.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Assuntos
Tags
  • Redator: Filipe Braga

    Filipe Braga

    Filipe Braga é um cearense extremamente simpático formado em Ciências da Computação e apaixonado por computadores e tecnologia em geral. Também participa de reviews de hardware, especialmente placas de vídeo, processadores e placas mãe.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.