Memórias DDR3 da G.Skill são usadas para bater 5 recordes mundiais de overclock

Durante a Computex 2013, 5 recordes mundiais foram alcançados por profissionais que utilizavam memórias DDR3 da G.Skill.

No PI Fast, os overclockers Fredyama, Shamino e Young Pro alcançaram 9,78 segundos e no Super Pi 32M, 4 minutos e 36,672 segundos. Eles utilizaram uma memória Trident a 2632MHz CL 5-9-7-18 1T no primeiro caso e, no segundo, uma TridentX a 3030MHz CL9-12-12-21 1T. A placa-mãe foi uma Maximus VI Extreme, da Asus, e o processador um Intel Core i7 4770k.


JÁ no software de testes 3DMark, o overclocker K|NGP|N alcançou 20.089 pontos no modo Fire Strike Extreme e 31.125 pontos no Fire Strike. Em ambos os casos foram utilizadas memórias TridentX, da G.Skill, placa-mãe EVGA X79 DARK, processador Intel Core i7 3930k e placa de vídeo EVGA GTX Titan X4.

- Continua após a publicidade -

No 3DMark 05 foram alcançados 70.106 pontos pelos overclockers HiCookie, Dinos22 e Young Pro. Eles utilizaram uma memória G.Skill PI, placa-mãe Gigabyte Z87X OC, processador Intel Core i7 4770K e placa de vídeo Gigabyte GTX Titan X2.

A memória TridentX ainda foi usada para quebrar um recorde em memória DDR3 com 4283,2MHz, que jÁ foi ultrapassado.

Assuntos
Tags
  • Redator: José Hüntemann

    José Hüntemann

    Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, é fascinado por inovações tecnológicas. Gosta de internet, redes sociais, mobiles e futuro dos vestíveis. Mas o que mais lhe impressiona é a tecnologia que busca melhorar a vida das pessoas e não serve apenas como mero acessório. Nos games, é um zero à esquerda, mas está no pódio no campeonato de Just Dance da redação.

O que você pesa mais quando escolhe sua plataforma para jogos?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.