ESA divulga pesquisa pós-E3 sobre o mercado de games nos EUA

A Entertainment Software Association (associação para softwares de entretenimento - ESA) acaba de publicar os resultados de suas pesquisas sobre o mercado de games nos EUA. Apesar dos números só se referirem à terra do Tio Sam, eles servem de base para se ter uma noção de como anda o cenÁrio mundial dos jogos. 


Segundo a associação, que também é responsÁvel pela organização da E3, nenhum outro setor experienciou um crescimento tão explosivo como a indústria de games. Confira alguns dados interessantes que destacamos do relatório para vocês:

  • A faixa etÁria dos gamers é bem distribuída. 32% abaixo dos 18 anos, 32% dos 18 aos 35 anos e 36% com mais de 35 anos.
  • Ao contrÁrio do que muitos ainda pensam, 45% dos gamers são do sexo feminino. Mulheres com mais de 18 anos representam 31% dos jogadores norte-americanos, enquanto rapazes de 17 anos ou menos chegam apenas nos 19%.
  • 62% dos jogadores têm o costume de jogar com outros, pessoalmente ou online.
  • 93% dos pais prestam atenção no que os filhos estão jogando e 80% das crianças precisam de permissão antes de comprar um novo game. Mas apenas 35% dos pais jogam com seus filhos semanalmente.
  • Somente 52% dos pais acreditam que games são uma parte positiva da vida de seus filhos.
  • O jogo mais vendido para consoles em 2012 foi Call of Duty: Black Ops II e, para PCs, Diablo III.
  • Foi gasto um total de US$ 20,77 bilhões (R$ 45,3 bilhões) em games no ano passado.

Assuntos
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.